Após um jejum de 12 anos, a nata do Mundial de Ralis voltou ao Norte de Portugal, mais concretamente a Fafe para a disputa do WRC Fafe Rally Sprint, que se realizou no sábado, e que utilizou uma versão reduzida do mítico troço de Lameirinha, mas incluindo os locais mais emblemáticos como o “confurco” e o famoso “salto de lameirinha”. 

Como seria de esperar o público marcou presença em massa. Calcula-se que ao longo dos 6,2 quilómetros do troço estariam mais de cem mil pessoas, o que atesta bem a “fome” de ralis da gente do norte. No meio de tanta festa, o menos importante era a competição, mas mesmo assim foi mais renhida do que nunca, com Peter Solberg (Ford Fiesta WRC) a vencer o campeão em título Sebastien Loeb (Citroen DS3 WRC) por apenas dois centésimos de segundo. 

O melhor português foi sem grande surpresa o piloto de Santo Tirso, Armindo Araújo (Mini JCW WRC), que este ano íntegra a equipa oficial da Mini e vai disputar na integra todo o mundial de ralis. O rali a sério começa esta quinta-feira com a realização de uma Super Especial no coração de Lisboa em frente ao Mosteiro dos Jerónimos e que terá honras de transmissão televisiva em direto na RTP1. Daí a caravana do rali segue para sul para disputar três especiais noturnas, algo inédito nos moldes atuais do mundial de ralis.

Durante os três dias seguintes os pilotos irão disputar mais 18 especiais para terminarem o rali com a Power Stage, que tem a particularidade de atribuir pontos aos três pilotos mais rápidos e tem assegurada transmissão televisiva em direto para o mundo inteiro. A Trofa também estará presente na edição do Vodafone Rally de Portugal pela mão de Jorge Carvalho que, mais uma vez, irá fazer “companhia” ao apresentador da RTP João Fernando Ramos, que estreará um novíssimo Mitsubishi Lancer EVo 10.

Miguel Mascarenhas

{fcomment}