sromao_pasteleira

A primeira jornada da segunda volta ficou marcada por um empate entre o S.Romão e o Pasteleira, num jogo em que a arbitragem fez uma actuação pouco “desportiva”, com muitas faltas e cartões, nem sempre oportunos, para a exaltação dos ânimos das duas equipas.

O reencontro entre duas formações de fim da tabela começou com alguma timidez entre os dois conjuntos, que não quiseram tomar logo conta da partida, resultando assim numa primeira parte calma, com poucas oportunidades para finalização.

Depois do intervalo, o S.Romão entrou em campo mais “atiçado” para a conquista de pontos. Com a uma defesa impermeável às investidas do Pasteleira, o sector ofensivo ia trabalhando em busca de finalizações bem sucedidas.

O tento inaugural deu-se aos 56´, depois de Miguel rematar à figura de Fonseca, que deixou sobrar para recarga eficaz de Fábio.

O 1-0 ia-se mantendo, por entre faltas e cartões sucessivos, muitos deles desnecessários, que mais não fizeram que trazer pressão para os jogadores e naturalmente desencadear situações menos benéficas para o normal decorrer do jogo.

Os romanenses conseguiam segurar o resultado favorável e continuavam a dominar o jogo. As poucas investidas em direcção à baliza vermelha e branca foram interceptadas pelo guardião Jorge.

O ataque da casa continuava a mobilizar-se em direcção às redes adversárias e aos 70′ Fábio esteve bem perto de bisar, mas o esférico passou pouco acima da trave. Poucos minutos depois foi Filipe a tentar a sua sorte, num excelente remate de longa distância pelo flanco direito, passando a bola bem perto do “L” dos ferros, mas sem sucesso.

A decisão de maior discórdia deu-se aos 92′, quando Rui Guimarães decidiu atribuir penalty ao Pasteleira, alegando falta na área do S.Romão e assim pôr em causa um resultado que a equipa da casa batalhou durante noventa minutos. Mas o desporto é feito de imprevistos e quando todos tinham por certa a vitória romanense, Alex concretizou a grande penalidade, estabelecendo o empate.

Reportagem alargada na próxima edição do O Notícias da Trofa, quinta-feira nas bancas.

Diana Azevedo