ins_neves_muro

“Ter oportunidade de fazer algo pela terra onde nasci e que muito amo”. Esta é principal motivação que leva Inês Neves a candidatar-se apoiada pelo Partido Socialista à Junta de Freguesia do Muro.

Em entrevista exclusiva ao NT, a candidata socialista define-se como “uma pessoa que gosta de desafios” e, apesar de “reconhecer que algumas coisas têm vindo a ser feitas de positivo na freguesia”, defende que “é necessário alterar a visão estratégica de futuro, refrescar ideias e fazer os murenses acreditarem numa nova força, uma nova energia, capaz de os entusiasmar e galvanizar, de resolver os seus problemas e de os tornar participantes nas decisões”.

Negando que o facto de ser mulher pode influenciar o resultado das eleições, Inês Neves considera que “a existir alguma influência esta será claramente favorável”. “Acredito que as mulheres têm uma grande energia interior, uma vontade de fazer mais e melhor e uma enorme sensibilidade para fazer face aos problemas das populações”, referiu.

Para a candidata socialista o Muro “é uma freguesia que necessita de um conjunto muito alargado de obras estruturais nas mais diversas áreas”. Assim, a aposta na “construção de infra-estruturas e na requalificação de todo o recinto de S. Pantaleão, com casas de banho, bancos de pedra, mesas e espaços verdes” é um dos projectos prioritários de Inês Neves, a par da “construção de um espaço para parque de jogos com campo de futebol de onze”.

O alargamento do cemitério, o apoio aos associativismo da freguesia, a requalificação e repavimentação de ruas, como a rua de acesso ao recinto de S. Pantaleão, a rua da Igreja desde Matos até Agra-da-cana e a ligação do lugar de Gueidãos ao lugar de Vilares são outras das obras que a candidata murense quer ver concretizadas nos próximos quatro anos. Mas a lista de projectos não se fica por aqui, pois Inês Neves pretende ainda levar a cabo a requalificação do percurso entre a Carriça e o Parque de Avioso, assim como “aumentar a segurança em toda a extensão da EN14 com espelhos, sinais e controlo automático de velocidade”.

“Em termos ambientais é imprescindível que sejam proporcionadas as condições necessárias para que a população possa efectuar a ligação às redes de água e saneamento, sendo também fulcral a recolha diária do lixo na freguesia”, defendeu ainda. “A construção no exterior da capela mortuária, junto do alçado principal, de uma pérgula para protecção dos utentes, é outro dos projectos que merecerão uma atenção especial”, acrescentou.

Para Inês Neves há ainda um outro aspecto fundamental: “a disponibilidade para estar em permanente contacto com a nossa população”. “Para mim, um Presidente de Junta deve, acima de tudo e antes de mais, inteirar-se dos problemas da população, das suas carências e das suas prioridades, pelo que encetarei sempre todos os esforços necessários para que os Murenses sejam ouvidos e para os seus anseios sejam concretizados”, frisou a candidata.

Recorde-se o Partido Socialista apresentou no passado dia 8 de Agosto os candidatos às freguesias de S. Martinho de Bougado, Santiago de Bougado, Covelas, Guidões, Alvarelhos, S. Romão do Coronado e S. Mamede do Coronado que, juntamente com Joana Lima, candidata à Câmara Municipal da Trofa, assumem como missão “devolver a Trofa aos trofenses”.