O Hospital Privado da Boa Nova estabeleceu na passada segunda-feira um protocolo com cerca de 900 alunos, 40 docentes e 5000 antigos alunos do IPAM-Matosinhos, que passarão a usufruir de cuidados de saúde em termos de relacionamento preferencial e em condições economicamente mais favoráveis naquela unidade, com abertura prevista para o primeiro trimestre de 2009. A iniciativa decorreu no HPBN, em Perafita – Aldeia Nova, Matosinhos, e representou mais um momento de uma parceria estabelecida entre as duas instituições.

“Este protocolo vai trazer  um conjunto de benefícios para alunos e professores”, defendeu Duarte Magalhães, Director de Marketing e CRM do grupo Trofa Saúde. Para além da assinatura oficial do protocolo, a iniciativa contou com uma apresentação do HPBN por Bruno Gomes, administrador do hospital e uma palestra do futuro responsável do Serviço de Cardiologia do hospital, Carlos Gonçalves, sobre a importância do “Check-up Cardiológico”. A analogia a um “Check-up Pedagógico”, conceito original lançado pelo IPAM, fundamentou esta acção que visa iniciar a monitorização do estado da “saúde” individual e pedagógica do corpo docente do IPAM de Matosinhos. A mesma analogia vai permitir avaliar os docentes, identificar eventuais falhas e formas de as ultrapassar. Segundo Daniel Sá, director do IPAM, o “check-up pedagógico” é um “projecto que faz sentido e o HPBN seria o local para o apresentar”. Daniel Sá fez questão ainda de destacar que o grupo Trofa Saúde, detentor do HPBN, “tem sido um parceiro valioso neste percurso”.
O grupo Trofa Saúde “é o único grupo do sector de actividade, que consegue integrar 3 hospitais de gerações distintas, sendo eles o Hospital Particular de Lisboa (1ª geração) , o Hospital da Trofa (2ª geração) e o Hospital Privado da Boa Nova (3ª geração)”, avançou o Director de Marketing do grupo Trofa Saúde.

O “Check-up Pedagógico” aos docentes do IPAM-Matosinhos, arrancou no Hospital Privado da Boa Nova e prolonga-se até Junho deste ano, passando por diferentes fases, como a auto-avaliação de competências, diagnóstico de conhecimentos e de auscultação pelos alunos e assistência às aulas.