quant
Fique ligado

Edição 572

Higienizar as mãos ao ritmo do zumba

Publicado

em

Foi de luvas nas mãos que dezenas de pessoas participaram na aula de zumba que a Unidade de Saúde Familiar (USF) “Uma Ponte para a Saúde” organizou no dia 8 de maio para assinalar o Dia Mundial da Higienização das Mãos.
“À boleia” da professora Sara Mota, os “bailarinos” dançaram ao som de hits que fizeram do zumba uma das atividades mais praticadas dos últimos tempos. E, como não podia deixar de ser, algumas coreografias tiveram em conta movimentos alusivos à lavagem correta das mãos. Antes da dança, os participantes viram médicos, enfermeiros e secretários clínicos da USF ensinar a técnica correta da lavagem, permitindo que cada um observasse as mãos, antes e depois de higienizadas, numa máquina intitulada “Luz Negra”, que permite visualizar o que não é visível a olho nu, como bactérias e sujidade.
“A higienização das mãos, nos dias de hoje, é um assunto muito sério uma vez que o ato regular de lavar as mãos é a arma mais barata e eficiente que podemos usar para evitar a transmissão de infeções e Salvar Vidas”, explicou fonte da USF.
Esta iniciativa vai ao encontro da preocupação demonstrada pela Organização Mundial da Saúde, que iniciou uma campanha sobre Precauções Básicas do Controlo de Infeção, onde se encontra destacada a higienização das mãos.
“Sendo esta uma causa mundial, e não só dos países menos desenvolvidos, a USF ‘Uma Ponte para a Saúde’ – Trofa aderiu a esta causa de forma ativa, de modo a consciencializar os seus utentes e população em geral sobre a importância da higienização das mãos na promoção da saúde”, concluiu a mesma fonte.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 572

Petisqueira de Finzes a experiência da cozinha tradicional (c/video)

Publicado

em

Por

Com a aproximação das datas festivas como comunhões e batizados, muitos equacionam os locais onde juntar a família para celebrar mais uma data importante. O restaurante A Petisqueira de Finzes é uma opção válida para aqueles que querem bom serviço a preços convidativos.
A sala, com capacidade para 120 pessoas, sofreu algumas obras de melhoramento e o conforto e atendimento de excelência continuam a ser os valores que regem o serviço da Petisqueira para o dia a dia ou para os dias especiais, como comunhões, batizados, aniversários ou outras festas de grupo.
Da cozinha da Petisqueira saem para a mesa várias especialidades gastronómicas, principalmente as tradicionais, como o arroz de sarrabulho, o polvo à lagareiro, o bacalhau à petisqueira, a posta à mirandesa, o bife do vazio e o cabrito no forno. E também há francesinha especial, posta à Casa, arroz de pato e miminhos grelhados, sempre acompanhados dos melhores vinhos.  Segundo o gerente, Armindo Aguieiras, o bacalhau é uma das “estrelas” da ementa, mas, para alcançar outros paladares, a Petisqueira apostou também no frango churrasco e costelinha.
A experiência de vários anos de Armindo Aguieiras e restante equipa na área dá garantias do melhor serviço na Petisqueira de Finzes.
Além do serviço à carta e ementas especiais ao fim de semana, o restaurante serve diárias aos melhores preços e sempre com garantia de qualidade. E para quem quiser provar os sabores deste espaço no conforto do lar, pode optar pelo serviço take away, durante toda a semana.

Continuar a ler...

Edição 572

Maria Oliveira lança segundo livro

Publicado

em

Por

Foi num clima intimista que Maria Oliveira lançou o segundo volume do livro “Um Ano”. Familiares, amigos e alguns anónimos marcaram presença no auditório da Associação Empresarial do Baixo Ave para conhecer a nova obra da autora trofense, cuja coragem para escrever começou durante a recuperação de um problema de saúde. A sessão contou com a animação musical da Escola de Música e Artes da Trofa.
O romance conta a história de Michelle, filha de pais portugueses emigrados na Suiça, que vem viver sozinha para Portugal aos 18 anos. Aí conhece um homem mais velho, com quem se envolve. A trama desenvolve-se em torno da diferença de idades e dos diferentes níveis de maturação das personagens. Este é o início do novelo que se desenrola em dois volumes. O segundo livro já foi escrito entre viagens de trabalho, nos tempos livres nos hóteis e terminado no aeroporto de Genève.
As obras, editadas pela Chiado Editora, são a concretização de “um sonho” de Maria Olvieira, que reconhece que “foi difícil de concretizar” e “totalmente custeado” por ela própria.
A convite da editora, a escritora trofense vai estar, no dia 28 de maio, na Feira do Livro de Lisboa para uma sessão de autógrafos. Em junho, lança um novo livro: “Are you with me?”. Já em setembro, Maria Oliveira vai apresentar a obra, em São Paulo, na Bienal do Brasil.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);