Uma “temporada difícil” é o que espera Vítor Ferreira, treinador da equipa sénior de futsal do Guidões Futebol Clube, para 2020/2021. Após quase meio ano sem pisar a quadra, a equipa lança-se no novo desafio, na série 1 da 1.ª Divisão da Associação de Futebol do Porto, que é acompanhado pela aventura na Taça Distrital, que dita o início da época, este sábado, 10 de outubro. Ditou o sorteio que os guidoenses recebessem o ADC Figueiras, equipa da série 3 do mesmo escalão, numa partida que começa às 18 horas.

Ainda a “assimilar” a nova realidade que é praticar desporto durante a pandemia e confrontar-se com os pavilhões sem público, a equipa do Guidões FC teve de “alterar” os “processos de treino” para “evitar lesões”, o que implicou a perda de algumas horas de preparação tática.

“Acredito que o entrosamento e o ritmo de jogo serão adquiridos já com a competição a decorrer. No entanto, e apesar de todas estas dificuldades, vamos entrar em todos os jogos com o objetivo de alcançar sempre a vitória”, referiu Vítor Ferreira em declarações ao NT, mostrando confiança na qualidade do plantel, apesar de “algumas mexidas” relativamente à época passada, com saída de atletas com muito tempo de jogo e entrada de reforços que trabalham, atualmente, para “assimilar os processos” da equipa.

Quanto à série que calhou à formação guidoense, Vítor Ferreira antevê uma disputa “competitiva”, em que “todas as equipas podem vencer qualquer jogo”.

Sobre os objetivos que traçou para a época que está prestes a arrancar, o técnico revelou que passam por “disputar sempre os três pontos em cada jogo e melhorar a cada treino e a cada jogo para fazer melhor do que na época anterior”.