gripe-a 

Estão já confirmados seis casos de Gripe A no Colégio da Trofa. De acordo com fonte da instituição, o Delegado de Saúde e o Centro de Saúde do concelho já foram alertados para estes casos, mas está “tudo controlado”.

Foi já há 15 dias que no Colégio da Trofa foram confirmados seis casos de alunos infectados com o vírus H1N1 (Gripe A), mas só esta quarta-feira foi divulgado, em comunicado, pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte).

Contactada a instituição de ensino privada, o responsável Américo Gomes garantiu que “o Delegado de Saúde e Centro de Saúde da Trofa estão a acompanhar a situação”. Confirmados estão apenas seis casos de alunos que são da mesma turma, mas de acordo com o responsável “está tudo controlado” e “não há uma epidemia”. Prova disso é que o Colégio da Trofa “não vai fechar” e a turma dos alunos infectados continua a ter aulas. “Estão apenas alguns alunos em casa de quarentena, porque os pais consideraram ser mais prudente”, acrescentou Américo Gomes.

A ARS-Norte assinala também um aumento do absentismo escolar das crianças e jovens que frequentam as escolas da região face aos valores observados no período homólogo dos anos anteriores e perspectiva que a situação vai piorar “nos próximos meses”. O comunicado assegura que continuarão a ser tomadas “as medidas que venham a revelar-se necessárias em cada momento, de acordo com a evolução da situação epidemiológica”.

Escolas públicas sem casos a registar

Quanto às restantes escolas do concelho, o NT contactou os responsáveis de todos os Agrupamentos e não existe ainda nenhum caso confirmado, até ao momento.

No Agrupamento de Escolas da Trofa “não há conhecimento de nenhum caso”, adiantou fonte da escola e o mesmo se passa com os Agrupamentos de Coronado e Covelas, onde “não está confirmado nenhum caso”. Os alunos com febre são, de acordo com Rui Magalhães, adjunto do Director da Escola, “encaminhados para a sala de isolamento”, mas “nenhum caso foi confirmado”.

No Agrupamento de Escolas de Alvarelhos, o responsável Renato Carneiro garantiu também que “houve apenas suspeitas que não se confirmaram”, o mesmo se passa também na Escola Secundária da Trofa onde, segundo José Antunes, “não há nenhum caso registado”. No entanto o NT sabe que uma aluna da escola apresentou alguns sintomas e, por isso, se encontra de quarentena em casa.