A Escola Secundária da Trofa não assegurou os serviços mínimos, esta quarta-feira,   teve que se manter fechada. Este é um dos efeitos da greve geral, que na Trofa também se faz sentir.

Na educação, para além da Secundária, a EB1 do Muro reuniu as condições mínimas para entrar em funcionamento. A Escola EB 2/3 Professor Napoleão Sousa Marques está aberta e a funcionar “com os serviços mínimos”. A escola sede do Agrupamento Vertical de Escolas do Castro não tinha professores para dar a primeira aula a oito turmas. No entanto, segundo informações do director Renato Carneiro, “está a funcionar com normalidade”.

Na saúde, a greve geral apenas se fez sentir no Centro de Saúde de S. Romão do Coronado, que conseguiu, mesmo sem enfermeiros, assegurar os serviços mínimos. Em Alvarelhos, “só duas enfermeiras” estão em greve.

Na CP, dos 318 comboios que normalmente circulam em todo o país, apenas 82 estão em funcionamento hoje.

Se tem informação sobre serviços afectados pela greve geral no concelho da Trofa, envie-nos para o email jornal@onoticiasdatrofa.pt.