A GNR recuperou parte das moedas de ouro e prata furtadas de uma habitação, na aldeia da Maganha, e deteve quatro suspeitos. Um saco com moedas foi encontrado no fundo do Rio Ave.

Foi uma autêntica “caça ao tesouro” no fundo do Rio Ave que a Guarda Nacional Republicana (GNR) efetuou na tarde de sexta-feira, para encontrar parte de cem mil euros em moedas de ouro e prata de coleção furtadas horas antes numa habitação na Rua Nélson Ferreira, na aldeia da Maganha, freguesia de Santiago de Bougado.

O trânsito congestionou na Estrada Nacional 14, devido aos olhares curiosos daqueles que se aperceberam de movimentações inabituais no leito do rio, junto à ponte que separa a Trofa de Ribeirão.

Cerca das 15.40 horas, dois mergulhadores da Unidade Especial de Operações Subaquáticas da GNR, vindos de Lisboa, tentavam descobrir um saco com moedas de ouro e prata que os suspeitos tinham atirado para despistar as autoridades, depois de o Núcleo de Investigação Criminal do Departamento da GNR de Santo Tirso ter iniciado as investigações sobre o crime. 

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.