Após alguns anos em que o Futebol Clube de S. Romão tropeçou nas dificuldades, uma luz surgiu ao fundo do túnel, com uma comissão administrativa que tenta “organizar a casa”. Rui Damasceno admite que pensou “ser mais fácil”, no entanto, apesar do muito trabalho, o clube surge mais dinâmico e já apresentou novas equipas.

A Comissão Administrativa encabeçada por Rui Damasceno já trouxe várias mudanças ao Futebol Clube de S. Romão com apenas um trimestre de trabalho. Várias camadas de formação no futebol e uma equipa feminina de futsal foram algumas das novidades implantadas desde que o novo grupo começou a liderar os destinos do clube.

Com muita vontade de trabalhar e desdobrando-se em várias funções, Rui Damasceno admite que vontade há muita, mas as condições do clube não permitem a concretização de algumas necessidades. “As questões económicas são o nosso maior problema, porque a Câmara não nos disponibiliza o dinheiro que seria entregue à anterior direcção e sobre esta época nada fala. Temos que pôr dinheiro do nosso bolso para levar o clube para a frente. S. Romão parece ser uma freguesia do fim do concelho e só se lembram de nós quando há eleições e como tal não vejo muita preocupação em apoiar a freguesia e, particularmente, o clube”.

O grupo é coeso e trabalhador, contudo “houve a necessidade de se fazer um trabalho que estava pendente, o que atrasou o avanço e desenvolvimento de outros projectos”, frisou. “Tem sido muito difícil arrumar a casa, pensei que era mais fácil, honestamente. Ainda estou numa fase de estudo. A minha intenção, quando começámos, seria nesta fase estar já a tratar da mudança nas instalações, mas ainda não é possível, porque estou a tratar dos sócios, a resolver algumas questões que se prendem com a organização e trabalho das equipas. Também se tratou recentemente da legalização do S. Romão nas finanças, algo que nunca tinha sido feito”, acrescentou.

A captação de sócios continua a ser uma luta da Comissão Administrativa que, para além de uma fonte de receita, é uma forma de trazer público aos jogos, para “conhecerem as novas equipas e saberem que o S. Romão tem gente de qualidade. Além disso, para os próprios atletas é importante sentirem-se acarinhados pela população”.

Na passada terça-feira foi realizada uma Assembleia onde o principal ponto de discussão era a renovação da tomada de posse da actual Comissão Administrativa, por mais nove meses. “Foi aceite por unanimidade a continuidade desta Comissão até ao final da época. Outro dos assuntos foi a alteração do campo, que tem dimensões muito reduzidas, limitando muito o desempenho durante o jogo. Já está a ser conversado com as diferentes entidades e o ideal seria já amanhã passar da conversa para o projecto, mas não basta querer”, destacou Rui Damasceno.

 

Promoção de um estilo de vida saudável é um dos princípios para as camadas mais jovens

Uma das novidades para a época 2010/2011 foi a aposta em equipas para os mais pequenos. Escolinhas, infantis e iniciados são os três escalões que o S. Romão disponibiliza para os mais pequenos, uma aposta que Rui Damasceno considera importante para “tirar os miúdos da rua e dar-lhes um sentido de pertença a um grupo e um estilo de vida mais saudável através da prática desportiva”.

O grupo de iniciados, conta já com três jogos, dos quais obteve uma vitória e um empate. Para o presidente da comissão, o resultado não é o mais importante, uma vez que “começou do nada, com cerca de 24 jovens, maioritariamente da Vila do Coronado, e apesar de não ser uma equipa que garanta o pódio no final do campeonato, são miúdos competitivos e dedicados”.

“Mais que os resultados, para nós, clube, é importante perceber que conseguimos trazer os miúdos para uma prática desportiva saudável e ajudar a formá-los como Homens, até porque em termos desportivos sabemos que não temos para oferecer as condições ideais como, por exemplo, transporte para os miúdos, pedido feito à Câmara, que nem sequer teve resposta. À noite vejo miúdos na rua, em horas que já deviam estar em casa e tento falar com eles”.

O F.C. S. Romão conta ainda com escolinhas e infantis, que irão competir no Campeonato Concelhio da Trofa. Estes escalões estão ainda na fase de captação de atletas, pelo que os interessados podem deslocar-se ao Campo do S. Romão nos dias de treinos, quartas e sextas-feiras, das 18.45 às 20 horas.

 

Equipa Feminina de volta ao Clube

O Futebol Clube de S. Romão, após alguns anos, volta a ter uma equipa de futsal feminino. A apresentação das caras que vão militar na 2ª Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto aconteceu no sábado, num jogo frente ao S. Pedro de Avioso.

Alguns anos já passaram desde que o S. Romão teve a sua primeira equipa de futsal feminino, a competir no Campeonato Concelhio da Trofa. Desta vez, a aposta é bem mais ambiciosa, com Rui Damasceno a levar a equipa feminina aos campeonatos federados.

A apresentação dos rostos femininos aconteceu no passado sábado, frente ao S. Pedro de Avioso, num jogo que resultou numa vitória dos visitantes por duas bolas a uma, sendo o golo romanense da autoria de Sofia Rodrigues.

A maioria das jogadoras são oriundas da antiga equipa do Grupo Paroquial de Jovens Unidos, que este ano prometem esforçar-se para se adaptarem à mudança e lutarem pelo melhor lugar na tabela classificativa.

O plantel conta com as guarda-redes Sofia e Diana. As jogadoras de campo são Mónica, Cláudia Martins, Celeste, Dina, Espanhola, Rosas, Rita, Tilau, Malaifa, Di e Sofia Rodrigues. A equipa técnica é composta por Rui Damasceno e Jaime Almeida, ficando Dora Ferreira e Mário como delegados.

Jaime Almeida referiu que “ainda não há muito trabalho feito neste momento, com o campeonato já á porta”. “É uma equipa bem construída, mas tivemos algumas dificuldades neste início de formação do grupo, com algumas jogadoras lesionadas, por isso o objectivo realista neste momento é ficar pelo meio da tabela”. Quanto a lacunas importantes a corrigir neste momento, o técnico adiantou ser “necessário explorar um pouco mais os pivôs e a sua função no jogo”.

O treinador e presidente da comissão administrativa, Rui Damasceno, garantiu ao NT que este é “um projecto novo para o S. Romão, “que desde início achou muito interessante. “Sou a favor do desporto em todas as suas vertentes. É uma equipa com qualidade, que acredito que vai trazer gente ao pavilhão, o que é sinal do apreço que a população tem por S. Romão, porque independentemente do escalão, temos sempre muitos apoiantes a assistir aos jogos, tal como hoje”.

A primeira jornada será realiza-se já no próximo sábado, dia 9, com a equipa romanense a viajar à Escola EB2/3 de Mindelo, para defrontar o Mindelo “B”.