Uma desfolhada à moda antiga serviu de mote para juntar no Largo da Serra, na Freguesia do Muro centenas de pessoas em busca do milho rei. Diz a tradição que quem encontrar uma espiga de milho vermelho dá um beijo à rapariga ou rapaz da roda com quem está a fazer a desfolhada.

  Cantando e dançando ao som do Rancho Folclórico de Santa Maria de Alvarelhos, decorreu no passado sábado, pelas 21 horas, uma desfolhada à moda antiga,organizada pela Junta de Freguesia com a colaboração do Rancho.

A desfolhada iniciou com a participação do Rancho, que desde logo motivou todos os presentes a participarem nas suas danças. "Não foi propriamente uma actuação de folclore, mas sim uma mostra daquilo que se fazia antigamente, o cantar e o dançar numa desfolhada", explicou Bernardino Rodrigues, presidente do Rancho de Santa Maria de Alvarelhos.

O responsável salientou que , " a sociedade vive desejosa de repetir as coisas que se faziam antigamente, e realmente estas iniciativas da Junta de Freguesia do Muro, são muito importantes, porque ajudam a reviver as tradições".

O ritual teve inicio à volta de um grande monte de milho, e enquanto decorria a desfolhada, ouviam-se músicas tradicionais. Ao encontrar o milho-rei, espigas de milho vermelhas, a pessoa teria de dar um beijo a um homem ou mulher que estivesse na roda, mas "agora essas espigas aparecem muito poucas vezes", assegurou Bernardino Rodrigues.

Esta iniciativa realizada pelo segundo ano consecutivo, "é uma tradição a preservar, porque é uma manifestação cultural do que se passava antigamente, para mostrar aos nossos filhos o que é realmente uma desfolhada à moda antiga", referiu Carlos Martins, presidente da Junta de freguesia do Muro.

Este ano com a festa mais organizada, com mais milho e mais participantes, o presidente lamentou apenas "a falta de comparência das entidades da Câmara Municipal, que foram convidadas", concluiu.