O grande aparato policial montado em pleno coração da cidade da Trofa reflete o início do julgamento de oito indivíduos indiciados por roubos violentos a idosos.

Destes, três ficaram também conhecidos por terem fugido do Tribunal de Instrução Criminal do Porto depois da detenção.

Este é o primeiro grande processo pós-férias na Comarca do Porto. Os oito arguidos serão julgados por um coletivo de juízes do Tribunal Criminal de São João Novo, no Porto, mas as audiências estão marcadas para o Auditório Fórum XXI, na Trofa.

Trata-se de uma sala com capacidade suficiente para o número elevado de pessoas a acompanhar os trabalhos, respeitando os cuidados determinados pelas autoridades de saúde face à pandemia de Covid-19.

Os arguidos serão vigiados por forças especiais da Guarda Prisional.

As sessões de julgamento vão realizar-se ao ritmo trissemanal (segundas, terças e quartas), havendo a possibilidade de, pontualmente, se estenderem aos dois restantes dias úteis.

Em causa está, neste processo, a prática de crimes como roubo qualificado, recetação, burla informática, evasão e tirada de presos.