A Escola Profissional Forave atribuiu diplomas e prémios de mérito e distinção a 52 alunos, que durante o ano letivo 2012/2013 tiveram um bom desempenho escolar.

“É um marco determinante dentro da escola como para os alunos”. Foi desta forma que Carlos Gonçalves, presidente da direção da Forave, se referiu à cerimónia de entrega de diplomas e prémios de mérito e distinção, que se realizou nas instalações da escola profissional ao final da tarde de segunda-feira, 21 de outubro.

De forma a “fomentar uma cultura de elevados padrões, na procura de saber mais para ser e fazer melhor”, a Forave criou, em 2011, o “Programa de Mérito e Distinção” que tem como “principais objetivos reconhecer a qualidade de estudo e de trabalho com reflexo nos resultados escolares, incentivar os alunos no seu desenvolvimento pessoal, académico e profissional, promover a competitividade e o empreendedorismo, motivar os alunos para a carreira, promover a ligação entre os alunos e as empresas, distinguir e premiar a excelência escolar, premiar os alunos que desenvolvam as melhores Provas de Aptidão Profissional (PAP) e os melhores Projetos Técnicos, facilitar o ingresso dos alunos no mercado de trabalho e incentivar o prosseguimento de estudos”.

Para isso desafiou “alguns dos seus parceiros” para se juntarem a este Programa e atribuírem “prémios de excelência aos melhores alunos dos cursos profissionais da escola”. “O êxito desta iniciativa não só permitiu que pelo segundo ano consecutivo tivéssemos alunos motivados para a excelência a quem foram atribuídos os prémios, como também alargou o número de empresas patrocinadoras dos prémios”, contou Manuela Guimarães, direta pedagógica.

Durante a cerimónia decorreu a assinatura de protocolos de “cooperação” entre a Forave e mais três empresas, o que possibilitou criar os prémios “Passaporte Emprego”, “Excelência Tecnológica” e “C-ITA”. O “Prémio Passaporte Emprego”, patrocinado pela empresa Preh Portugal Lda – Componentes Eletrónicos para Automóveis, atribui “um estágio profissional de 12 meses ao melhor aluno do curso de Eletrónica, Automação e Comando e ao melhor aluno do curso de Manutenção Industrial”. Já o “Prémio Excelência Tecnológica,” patrocinado pela empresa Setlevel-Projecto e Implementação de Sistemas de Automação Lda, atribui “um estágio profissional de 12 meses ao aluno que se distinga pelo empenho e excelência técnica na área de eletrónica, automação e comando”, enquanto que o “Prémio C–ITA”, patrocinado pela empresa Continental – Indústria Têxtil do Ave S.A, atribui “um estágio profissional de 12 meses ao melhor aluno do curso Profissional de Gestão”.

De seguida, foram entregues 47 diplomas aos finalistas 2012/2013 do CEF de Apoio Familiar e à Comunidade, Curso Profissional de Gestão e Curso Profissional de Eletrónica, Automação e Comando, e “certificados de mérito” a Mara Catarina Salgado Lopes (CEF de Apoio Familiar e à Comunidade), Cátia Alexandra Oliveira Santos (Curso Profissional de Técnico de Gestão) e José Eduardo da Costa Leite (Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Comando).

O diplomado Hugo Manuel Araújo Machado recebeu o prémio ContiBest, por ter sido o “melhor aluno 2013 do Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Comando”, e José Eduardo da Costa Leite, do Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Comando, recebeu o prémio ProjectYour Future, por ter tido a “Melhor PAP 2013” com o tema de projeto “Controlo de Logística”.

A cerimónia ficou ainda marcada por “um momento musical” dedicado a “todos os alunos da escola” pelos “professores”, por uma palestra onde cinco empresas mostraram a sua perspetiva de “cinco competências para uma carreia de sucesso” e “uma homenagem a Fernando Pinheiro”.