A ação em tribunal sobre a Fonte do Escarrigo, no lugar da Grova, e a aprovação do Plano de Atividades e Orçamento foram os pontos discutidos na sessão ordinária de dezembro da Assembleia de Freguesia de Alvarelhos.

 Nas duas últimas Assembleias de Freguesia de Alvarelhos, o ponto de divergência estava relacionado com o depoimento de Francisco Sá, ex-presidente da Junta, sobre a Fonte do Escarigo, no lugar de Grova. Na sessão ordinária de setembro, Francisco Sá pediu a palavra para fazer um esclarecimento acerca do que foi dito na sessão do dia 26 de junho, onde foi acusado pelo atual presidente de “mentir” em tribunal, no processo contra a Junta de Freguesia, desde 2008.
 
Em causa está a realização de “obras de beneficiação no caminho e na fonte do Escarigo”, no lugar da Grova, contígua a uma propriedade privada, no qual o dono reclama serem também do domínio privado.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}