Select Page

Festival MEO Marés Vivas’18 1.º Dia – Fotorreportagem

Ano novo, casa nova. O Meo Marés Vivas 2018 partiu a 20 de julho para mais uma edição em Vila Nova de Gaia, desta vez mais perto da praia do Cabedelo, na antiga Seca do Bacalhau. Os festivaleiros puderam desfrutar de um recinto bastante mais espaçoso, mas sem as vistas de outrora. Ainda assim, manteve-se inalterada a companhia da sobejamente conhecida nortada da costa tripeira.
O arranque desta festa da música aconteceu no Palco Santa Casa. We Found You e depois Fernando Daniel que tiveram a difícil tarefa de roubar as atenções daqueles que iam chegando e eram atraídos pelas novidades do novo espaço e dos muitos brindes. De entre o que estaria por descobrir, a salientar o aumento do número de palcos, com o Palco Meo, Palco Santa Casa, palco Kia Digital Stage, palco Hip Hop Moche Stage e Palco RTP Comédia.
O Palco Meo estreou nesta edição com Manel Cruz e o seu projeto a solo, que tem o seu primeiro álbum já com data marcada para setembro deste ano. Ainda assim, o cantor conhecido por ter feito parte de bandas como Pluto, Super Nada e Ornatos Violeta, não esqueceu o passado e brindou os presentes com “Capitão Romance”.
De seguida, os norte-americanos Goo Goo Dolls vieram acompanhados do seu trabalho mais recente “Boxes”, de 2016. Mas o momento mais alto deste concerto aconteceu ao som de “Iris”, cantado em uníssono no final da atuação.
Jamiroquai, talvez os mais esperados da noite, trouxeram a dança ao Cabedelo. “Virtual Insanity” e “Cosmic Girl” foram alguns dos sucessos que o público mostrou lembrar na ponta da língua.
Foi com Richie Campbell que a festa continuou e o pó levantou. “Do you no wrong” e “Best friend” foram alguns dos êxitos cantados pelo jovem num inglês com sotaque jamaicano assumidamente pouco percetível. Slow J surgiu também para surpresa de muitos, poucas horas após ter atuado num concerto em Lisboa, e ajudou Richie e os festivaleiros a dar voz a “Water”.
Pelos palcos do Meo Marés Vivas passaram ainda Waze, Banda Onstage, Dj Oder e Mundo Segundo. Isto sem esquecer que a comédia voltou a ter lugar neste festival do norte, com Afonso Paiva, Rui Lourenço, Zé Pedro e João Seabra que conseguiu casa cheia no Palco RTP Comédia.
Terminou assim o primeiro dia de Meo Marés Vivas 2018, com casa nova e bem preenchida, em jeito de bom prenúncio para o que virá nos próximos dias.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização