Grupo Crescer Unidos manteve viva tradição da Festa da Fonte em Covelas.

Os “mais antigos” não esquecem a Festa da Fonte, uma tradição na freguesia de Covelas. Para reavivar os usos e costumes, o grupo de jovens Crescer Unidos organizou, mais uma vez, a Marcha da Fonte, pelas ruas da freguesia. No domingo, 3 de julho, ao final da tarde, rapazes e raparigas, vestidos com trajes alegres, desfilaram pelas ruas até à fonte, onde as pessoas os esperavam.

Ao longo do caminho, a Oficina de Cavaquinhos e os Amigos do Canto TCA (Trofa Comunidade de Aprendentes) e os jovens do grupo, cantaram a marcha, da autoria da responsável do Crescer Unidos, Rosa Lage.

“A marcha estava linda, havia cor e alegria. Junto à fonte, o entusiasmo foi grande, pois é sempre um momento único vivido por todos aqueles que os acompanharam. É o sentir das vivências de todos aqueles que, há 50 anos, enchiam os cântaros, que transportavam à cabeça e ao ombro até suas casas. E pensar que ali se fizeram brincadeiras, amizades e até amores que ainda hoje se mantêm”, explicou Rosa Laje.

O grupo de Cavaquinhos e os Amigos do Canto atuaram junto da fonte, interpretando várias canções tradicionais, num momento “bonito”, com todos os presentes a participar no arraial.

“Foi mais uma tarde bem passada e por todos vivida com alegria. Para que esta festa se realize houve trabalho, dedicação, empenho do Grupo de Jovens e dos covelenses amigos que nos abriram as suas portas, disponibilizando-se para qualquer ajuda”, reconheceu a responsável.

Rosa Laje frisou o apoio das mães que “confeccionaram os belos petiscos, costuraram as roupas e que ajudaram” no que foi necessário.

“Realizar esta festa é um prazer para todos os elementos do grupo e para mim, em especial, já que aprendi esta tradição com os avós e os bisavós destes jovens. A passagem deste testemunho é muito importante para que as tradições e a cultura não se percam através dos tempos”, concluiu.

{fcomment}