fernando ramos.jpg

 

 

 

 

 

Há cerca de dez anos ligado ao clube, Fernando Ramos, director desportivo do Trofense, em declarações ao NT, falou da grande alegria que sente por ver a equipa na Liga de Honra.

 

Assim como todas as pessoas que fazem parte da direcção do clube, Fernando Ramos, director desportivo do Trofense, ainda se manifestava um pouco “anestesiado” com os acontecimentos que marcaram a equipa esta época. “É uma alegria que não se consegue explicar”, afirmou Fernando, salvaguardando ainda que “todo o trabalho desenvolvido foi bem feito, assim como todo o apoio da direcção e do nosso patrocinador Rui Silva, que também foi incansável na ajuda ao clube”.

“Passamos por momentos difíceis, como a descida de divisão”, mas nada consegue abalar agora a grande satisfação que Fernando Ramos sente com esta promoção: “estamos nas trinta e duas melhores equipas portuguesas o que significa que temos que ser mais respeitados e temidos. Esta conquista é o resultado de um trabalho árduo desenvolvido tanto pela equipa, como pela direcção e associados, que sempre nos apoiaram”. Para além de ser uma vitória da Trofa, o director ainda sublinhou a importância da formação, que tem vindo a ser aperfeiçoada ao longo dos dez anos que está no clube, “o que permitiu que a equipa sénior fosse constituída por oito jogadores, treinados nos escalões inferiores do clube”.

“Profissional e trabalhador” é assim que Fernando Ramos caracteriza Daniel Ramos, não se esquecendo também da estadia de Maki, “que também teve um papel importante na formação de alguns jogadores”.

Fernando Ramos frisou ainda o trabalho da comunicação social em torno do Clube Desportivo Trofense, que foi “sempre de grande destaque e muito bem feito”.