A Associação para a Protecção do Vale do Coronado marcou presença na Feira Exponor InHouse, em Matosinhos, que decorreu de 22 de fevereiro a 3 de março.

 Numa “maratona” de dez dias, “alguns voluntários” da APVC – Associação para a Proteção do Vale do Coronado representaram-na na feira Exponor InHouse – Salão da Casa ao Jardim – Mobiliário, Iluminação e Piscinas, através de “vários colóquios”, um stand e um “mercadinho biológico”, que serviu de apoio à “promoção e divulgação do Vale do Coronado”.

De acordo com fonte da coletividade, no stand, os painéis sobre “A Produção de Arte Sacra no Vale do Coronado” e seis obras de Jorge Brás, escultor de S. Mamede do Coronado, suscitaram “a atenção do público e a urgência em salvaguardar e assegurar o futuro desta nobre arte”. Também a exposição de fotografias do Vale do Coronado, da autoria dos fotógrafos mamedenses Pedro Duarte e Fábio Arantes, deram ainda “mais visibilidade à região”, acrescentou.

As árvores de floresta autóctone e de jardim, bem como “algumas dezenas” de vasos de ervas aromáticas, vincaram “a componente agroecológica”.

No “mercadinho biológico” podiam encontrar-se “colheitas da horta e do pomar” de produtores certificados da Trofa, como Joana Teixeira, do Cantinho Biológico, bem como de Vila Nova de Famalicão e da Maia.

Já nos colóquios da APVC, com “vários palestrantes”, três deles oriundos de S. Romão do Coronado, foram abordados “temas tão variados”, como a construção de jardim, vermicompostagem, tratamento de água e manutenção de lago, produção de cerveja caseira, alternativas aos produtos de beleza e de limpeza, ervas aromáticas, cogumelos, orquídeas e flores comestíveis. Segundo a mesma fonte da associação, estes registaram uma “boa adesão do público”.

Tendo a coletividade angariado “mais sócios/amigos para a nobre causa do Vale do Coronado”, o balanço da presença da APVC na Exponor InHouse 2013 só poderia ser “positivo”. “Muita gente dita urbana ficou surpreendida por, no concelho na Trofa, mesmo em tempos de crise, existir uma associação tão ativa”, concluiu.