Entre 7 e 13 de Junho, Vila Nova de Famalicão está em festa com a promoção das Antoninas 2007. São sete dias repletos de animação, com os arraiais, os bailaricos, as marchas populares, fogueiras e sardinha assada, a envolverem todos os famalicenses e visitantes numa enorme festa popular.

Dos momentos mais tradicionais e significativos como o Cortejo Histórico, as Marchas Antoninas, o Desfile  Etnográfico e as rusgas populares, às festividades religiosas, como a distribuição do Pão de Santo António e a Procissão Solene, passando pelos eventos mais animados como os concertos e o teatro de rua, as Antoninas 2007 contam com um programa de animação diversificado e repleto de surpresas.

Neste âmbito, destaque para os concertos de música de José Alberto Reis, no dia 8, pelas 22h30, na Praça D. Maria II, de Mickael Carreira, no dia 9, a partir das 21h30, no Estádio Municipal e de André Sardet, a fechar as festas, no dia 13, também no Estádio Municipal.

Um dos momentos mais queridos das Festas Antoninas de Famalicão é, sem dúvida, as Marchas Infantis, que saem à rua já na próxima sexta-feira, a partir das 14h30. Santo António e Hans Christian Andersen dão o mote para mais um desfile carregado de criatividade e imaginação. Ao todo serão mais de 2.500 crianças do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo a percorrer o trajecto desde o Parque 1.º de Maio, Avenida 25 de Abril, Rua Adriano Pinto Basto, Alameda D. Maria II, Rotunda D. Sancho I até às Piscinas Municipais.

Destaque também para as Marchas Antoninas, o momento alto das Festas, que como habitualmente invadem a cidade na grande noitada de Santo António, no dia 12, terça-feira. Este ano, irão desfilar 12 associações, que terão liberdade de escolha do tema.

O folclore, a etnografia popular e os cantares ao desafio são uma presença constante e identificadora das Antoninas de Famalicão. Assim, a actuação de ranchos folclóricos do concelho é quase diária durante os sete dias de festa.

O desporto também estará presente com inúmeras actividades, com destaque para a Corrida de Carros de Rolamentos, o Raid das Antoninas, o concurso de Saltos, e a tradicional Corrida de Galgos, que traz todos os anos à cidade, os melhores e mais velozes galgos do país.

AS MULHERES DA HISTÓRIA MUNDIAL NO CORTEJO

Uma das actividades que mais gente chama às ruas de Famalicão, assumindo-se como um dos momentos mais espectaculares e animados das Festas Antoninas é o Cortejo Histórico. "Recuperando alguns dos principais temas que fazem parte da nossa memória colectiva, o Cortejo Histórico envolve todos os anos várias dezenas de associações e colectividades locais, numa verdadeira e atractiva lição de História ao ar livre", como salienta Armindo Costa.

Este ano, o Cortejo Histórico está subordinado ao tema "Mulheres da História Mundial", uma oportunidade única para recordar grandes vultos femininos da humanidade. Através da apresentação de doze quadros, o público pode ficar a conhecer melhor as mulheres que ficaram na história por feitos extraordinários, pelo seu talento, ou simplesmente pela sua beleza, como é o caso de Marilyn Monroe. "De Cleópatra a Amália Rodrigues, de Joana d'Arc a Madre Teresa de Calcutá, serão muitas as personagens históricas, que desfilarão pelo centro da cidade, despertando a nossa memória, para grandes acontecimentos da história mundial", explica o autarca.

A VENERAÇÃO A SANTO ANTÓNIO

Paralelamente ao programa de animação, Famalicão continua fiel às origens das Antoninas, que já têm mais de um século. E a essência das festas é a veneração a Santo António, "O Santo Casamenteiro". Neste sentido, destaque para a Missa Solene em honra de Santo António, na Capela do santo, no dia 13. No final será distribuído o Pão do Santo António, uma acção que junta habitualmente vários milhares de fiéis. À tarde, pelas 17h30, a procissão em honra do Santo irá percorrer algumas das principais ruas da cidade, num momento de grande devoção, desde a Rua Alves Roçadas (Capela de Santo António), Rotunda da Água, Rua S. João de Deus, Praça Álvaro Marques, Rua Adriano Pinto Basto, Alameda e Praça D. Maria II e regressando à Rua Alves Roçadas.

As festas terminam, já noite dentro, pelas 0h00 do dia 13 de Junho, com uma sessão de fogo piro-musical, no Estádio Municipal.