apresentação-guilherme-ramo

Guilherme Ramos, que foi presidente da Junta de Freguesia de S. Romão durante duas décadas, faleceu este sábado, no Hospital de Coimbra, vítima de um acidente vascular cerebral.

O antigo autarca contava com duas décadas de experiêmvia autárquica, sendo que 12 anos foram consecutivos como presidente da Junta de Freguesia de S. Romão do Coronado. O último mandato terminou em setembro do ano passado.

Pela longa estadia no executivo romanense, Guilherme Ramos ficará na memória da população daquela localidade pelas obras que permitiram o progresso de S Romão. Duas das obras mais emblemáticas são a construção do centro de dia ASCOR, associação na qual presidente da direção, e a requalificação da Casa da Quinta, que transformou na nova sede da Junta de Freguesia.

Em 2010, em entrevista ao NT, Guilherme Ramos descreveu as obras realizadas nas últimas duas décadas: “Felizmente desde que estou na Junta de Freguesia praticamente tudo mudou: a Junta de Freguesia, as ruas, as escolas – foi construída uma EB 2/3 que não existia, embora a comparticipação da Junta fosse diminuta -, houve um desenvolvimento a nível dos transportes e, já a Trofa era concelho, foi possível construir um pavilhão gimnodesportivo. Houve a possibilidade de “pôr em marcha a construção do saneamento básico em mais de metade da freguesia, bem como o abastecimento de água ao domicílio e edificar a Casa Mortuária. Não houve praticamente nenhum cantinho da freguesia que não tenha sido alterado para melhor”.

Guilherme Ramos era casado com Lina Ramos, vereadora da Câmara Municipal da Trofa.

O corpo estaŕá em câmara ardente entre as 12 as 19 horas de amanhã, na Capela da Ressurreição, em S. Romão do Coronado, seguindo-se o funeral.