É a nova moda entre os burlões e na Trofa já se faz sentir. No último mês, a Guarda Nacional Republicana registou três queixas de burlas informáticas, relacionadas com o MBWay e o Paypal, envolvendo valores que vão dos três aos 400 euros.

Normalmente, este tipo de burlas acontece quando as vítimas colocam objetos à venda na internet, nomeadamente em sites como o OLX, CustoJusto, etc. Posteriormente, são contactados por alegados compradores interessados, que são afinal os burlões, que acabam por convencer os compradores a aceitar o seu pagamento via MBWay, uma aplicação de telemóvel.

Aproveitando o desconhecimento de muitos dos vencedores, os criminosos prestam falsas indicações de como deve ser efetuado o processo de pagamento, convencendo as vítimas a dirigirem-se a um ATM (terminal de multibanco) para, supostamente, efetuarem o pagamento do objeto via MB WAY. Nesse momento, o criminoso consegue fazê-las introduzir o próprio número de telemóvel e a fornecer o código, associando-o ao cartão de multibanco. Desta forma, o burlão consegue aceder à conta bancária das vítimas e fazer vários levantamentos e compras de forma ilegítima.

As autoridades têm feito vários apelos para que a população se precaveja destas situações, aconselhando as pessoas que não compreendem o funcionamento da aplicação MB Way a recusar essa forma de pagamento e a não seguir instruções de desconhecidos para a manusear. Em caso de dúvida, deve solicitar informação ao banco sobre o funcionamento da aplicação antes de a utilizar.