Select Page

Espaço promove a inclusão através do desporto

Espaço promove a inclusão através do desporto

“Faz-te à Vida” é um espaço direcionado para a prática desportiva, que passa a estar ao serviço da comunidade e promove a inclusão. É desta forma caracterizado o novo espaço da Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), que o inaugurou no sábado, 29 de abril.

Situado no número 99 da Rua de S. José, no lugar de Finzes, em S. Martinho de Bougado, o Espaço Faz-te à vida tem já como inquilinos o projeto Cross Stars, mas a Delegação da Trofa da CVP “está disponível a receber outros projetos/propostas que façam sentido e se encaixem nesta ação da comunidade”. “O espaço está preparado para o projeto Cross Stars, para fazer aulas, por exemplo, de pilates e massagens. As pessoas podem, de alguma forma, criar algumas valências, mas este espaço também pretende receber outros projetos de inclusão”, explicou Daniela Esteves, presidente da Delegação da Trofa da CVP.
Mediante a apresentação de propostas, contou, são “reunidas condições, com mais acessórios e equipamentos que sejam necessários”. “Este projeto vai ajudar a construir adultos mais capazes”, declarou.
O espaço está localizado na “casa do comendador Eurico Ferreira”, que a “cedeu através da filha Marialva, que intercedeu junto dele”, devido às “necessidades” do projeto Cross Stars. A esta necessidade “juntou-se” a ação do CLDS Trofa 3G para “criar o Espaço Faz-te à Vida”. “Tudo o que está aqui foi possível graças a pessoas e empresários, que ficaram sensibilizados com o nosso esforço e vontade. De destacar a Formefeitos, que mobilou e criou cacifos, A Casa ao Lado, que de forma altruísta veio pintar e dar este ânimo ao espaço, entre outras empresas que deram bicicletas e passadeiras. A grande conquista neste espaço foi conseguirmos este tatami que tem um valor de dois mil euros, mas que era muito importante para os treinos”, enumerou.
Já Eurico Ferreira afirmou que, como o espaço “estava de vago”, decidiu “aceder” ao pedido da sua filha Marialva, uma vez que considera que “tem a obrigação de facilitar, para que essas crianças em risco se façam homens ou mulheres”. “Nós temos obrigações, porque felizmente estamos numa posição melhor e se o nosso vizinho/amigo/familiar estiver bem, nós estamos bem”, declarou, salientando que, mais do que os resultados desportivos, o seu “grande objetivo é que amanhã estes jovens sejam homens e mulheres”.
Assim, a partir de sábado, os treinos do projeto Cross Stars deixam as instalações da APPACDM da Trofa, para integrar o Espaço Faz-te à Vida. “Agradeço todo o carinho e tudo o que aconteceu na APPACDM nestes últimos anos, mas o projeto está em crescimento em número de pessoas e também ao nível desportivo e, portanto, nós tínhamos que criar um espaço mais digno para que estes jovens tivessem condições e pudessem nos campeonatos estar um bocadinho mais de igual para igual”, mencionou Daniela Esteves.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização