quant
Fique ligado

Trofa

Escola do Cerro volta a adotar nome de benemérito

Publicado

em

Escola Joaquim Franco Ferreira Lopes. É este o nome que a Escola do Cerro vai (re)adotar no próximo sábado, a partir das 15.30 horas, quando se descerrar a placa que cumpre uma deliberação da Câmara Municipal de Santo Tirso, de 23 de maio de 1934.
O estabelecimento de ensino foi doado, em 1927, por Joaquim Franco Ferreira Lopes e esposa, no cumprimento de uma promessa que o guidoense fez, em jovem. Segundo o sobrinho-neto, José Manuel Lopes, explicou ao NT, Joaquim Lopes “era obrigado a ir a pé para a escola de Guidões até Bougado, o que o fez pensar que, se um dia fosse rico, faria uma escola na sua freguesia”. “E não é que o destino deu mesmo para isso?”, sugeriu José Manuel Lopes, que considera que com o descerramento da placa coloca-se um ponto final numa injustiça perpretada “pelo regime da ditadura”.
“O meu tio-avô foi para o Brasil e enriqueceu muito com o negócio do açúcar. Fez uma fortuna incalculável naquele tempo. Então, mal teve oportunidade, mandou construir a escola, que foi inaugurada em 1926”, contou José Manuel Lopes.
Um ano depois, Joaquim Ferreira Lopes decidiu doar a escola ao Estado e, sete anos depois, a comissão administrativa da Câmara Municipal de Santo Tirso conseguiu convencê-lo de que era de justiça que o estabelecimento, mais do que o nome da família, adotasse o nome próprio do benemérito.
A comprovar, está uma ata de uma reunião da comissão administrativa, de 23 de maio de 1934, que refere: “Atendendo a que é dever da Câmara homenagear os beneméritos do Concelho; atendendo a que o edifício escolar de Guidões e o respectivo mobiliário foram doados generosamente pelo capitalista Joaquim Franco Ferreira Lopes e esposa, da mesma freguesia e a que, para perpetuar certa generosidade, exemplo salutar e estímulo à gratidão dos alunos e da freguesia, deve constar publicamente esse acto; a Comissão Administrativa da Câmara Municipal delibera mandar colocar na fachada do dito edifício uma lápide com os seguintes dizeres: ‘Este edifício foi custeado pelo benemérito desta freguesia Joaquim Franco Ferreira Lopes e Esposa, que o doaram generosamente ao Estado, bem como todo o mobiliário, em mil novecentos e vinte sete’”.
Na mesma ata é referida a autorização do pagamento a uma empresa, no valor de “34 escudos”, para a aquisição de uma “placa verde”, com as “letras brancas”.
José Manuel Lopes afirmou que a placa foi retirada pelo “regime ditatorial” que governou Portugal, numa represália pelo facto de Joaquim Ferreira Lopes “ser maçon” e “um homem avançado na época”. “E o regime e a Igreja do cardeal Cerejeira não podiam com a maçonaria, porque os seus elementos eram muito republicanos e filantropos”, acrescentou.
Desde aí, o estabelecimento passou a designar-se Escola do Cerro. E assim será até sábado, dia em que o nome de Joaquim Ferreira Lopes voltará a marcar a história de um dos edifícios emblemáticos de Guidões.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Trofa

Covid-19: Portugal com novo máximo diário de infetados

Portugal registou 65.706 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 41 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Publicado

em

Por

Direitos reservados

Portugal registou 65.706 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 41 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico diário, hoje estão internadas 2.249 pessoas, uma descida significativa nas últimas 24 horas – menos 64 do que na quarta-feira.

Verificou-se também uma descida nos internados em unidades de cuidados intensivos, que são agora 147 (menos sete do que no dia anterior).

Já o número de casos ativos aumentou para 558.129, uma subida acentuada de mais 42.167 casos.

Nas últimas 24 horas, 23.498 pessoas foram dadas como recuperadas, para um total de 1.865.651.

Continuar a ler...

Trofa

🔊 Candidata do PAN viajou de comboio para alertar para a “falta de ligações” na Trofa

Publicado

em

Por

Foi de comboio, desde Campanhã, que a comitiva do PAN, liderada pela cabeça de lista pelo Porto à Assembleia das República, chegou à Trofa para uma ação de campanha próxima da população.

A viagem de Bebiana Cunha de comboio não foi feita por acaso. O objetivo foi “alertar para a falta de ligações no concelho”, dentro do qual as pessoas se mantêm “abandonadas e esquecidas” pela governação.

“A ligação da ferrovia deixa muito a desejar”, referiu a candidata, referindo-se ao facto da falta de cobertura no território. “Se uma pessoa necessita de ir da Trofa até à Maia, dificilmente usará os transportes públicos, mas poderia haver uma ligação, se não fosse por ferrovia, poderia ser por metro, que permitisse chegar rapidamente e as pessoas pudessem deixar o automóvel em casa”, argumentou, sem deixar de sublinhar que há “freguesias abandonadas, como o Muro e Santiago de Bougado”.

Através desta ação de campanha, Bebiana Cunha e a restante comitiva aproveitou para “reiterar o compromisso” junto dos trofenses, de que o partido irá, na Assembleia da República, “insistir nas ligações” que faltam.

“O PAN quer fazer pressão para que as coisas, efetivamente, aconteçam e se as coisas acontecerem, também estaremos a aproximar as pessoas da política, porque muitas afastam-se porque estão desacreditadas”, acrescentou a candidata.

Quanto à representatividade do partido no concelho, graças à eleição de Rodrigo Reis na Assembleia Municipal, Bebiana Cunha confirmou o “bom feedback” que o partido tem recebido a partir da Trofa. “Acima de tudo, porque sentem que o PAN é uma lufada de ar fresco na política e porque tem uma visão própria do século XXI, com propostas mais arrojadas e mais adequadas àquelas que são as necessidade das pessoas”, sustentou.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também