“Um projeto especial”. É desta forma que a Escola de Kickboxing Life Combat se refere ao projeto Cross Stars, que surgiu fruto de uma parceria com a delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa.

O projeto, que conta com “dezenas de jovens a treinar”, permite a “todas as crianças e jovens carenciados do concelho praticar a modalidade de forma gratuita” e aos “restantes a um preço simbólico e acessível”. Os treinos realizam-se às segundas e quartas-feiras, entre as 18.45 e as 20.45 horas, na APPACDM, em S. Martinho de Bougado, e às terças e quintas-feiras, entre as 19 e as 20.30 horas, e aos sábados, das 15 às 17 horas, no pavilhão gimnodesportivo da EB 2/3 de S. Romão.

A responsável pelo grupo, Nádia Barbosa, referiu que este projeto ajuda os jovens a “adquirirem regras, disciplina, hábitos de vida saudável e, acima de tudo, aumentarem a sua autoestima ao mostrarem que são excelentes atletas, tendo alcançado títulos regionais e nacionais”.

A Escola de Kickboxing Life Combat iniciou a nova época desportiva com a ambição de “igualar ou superar os êxitos alcançados na época anterior”, que contou com “vários atletas campeões regionais e nacionais, cinco taças no pódio por equipas e diploma de mérito desportivo relativamente à escola e treinador”.

Com atletas/praticantes dos quatro aos 50 anos e de ambos os sexos, a Life Combat espera lançar “novos atletas”, participando no Torneio de Natal de Kickboxing, no Ladies Open e no Torneio Jovem Promessa do Futuro, com “cerca de 25 atletas”.