As aulas deram lugar a uma grande festa na Escola Secundária da Trofa, que na passada sexta-feira comemorou o "Dia da Escola". Os desportos radicais, as ciências, a música e as danças preencheram o dia, que terminou com o tradicional arraial.

 "Isto é escola, isto é cidadania". Foi desta forma que José Manuel Antunes, presidente do conselho executivo da Escola Secundária da Trofa, descreveu a iniciativa do "Dia da Escola" organizada pelas Associações de Pais e de Estudantes. "Esta festa foi de tal forma mobilizadora para a população que nos arriscamos a fazer balanços antes do fim da festa. Nós não precisamos de fazer prognósticos no fim do jogo, o que está a acontecer faz-nos sentir felizes, porque a organização conseguiu mobilizar as pessoas e a população da Trofa está com a Escola Secundária", acrescentou.

Para a Associação de Pais o objectivo era "interligar" os alunos, os professores, os pais e a comunidade em geral. "O dia da escola é um dia diferente, porque os alunos durante o ano trabalharam e este é um dia para eles se divertirem, para brincar e para haver uma maior interligação entre a escola, os professores, os alunos e os encarregados de educação. É no fundo trazer as pessoas de fora, para dentro da escola", explicou Paulo Silva, membro da Associação de Pais.

Bruno Cruz, presidente da Associação de Estudantes contente com a adesão da comunidade trofense, lembrou que "a associação anteriormente estava muito calma, não havia iniciativas. Então decidimos participar e apesar de não termos fundos, nem muito pessoal, conseguimos conciliar tudo e com a ajuda da Câmara Municipal que nos forneceu gratuitamente toda a logística na parte dos desportos radicais, conseguimos dar este dia especial aos alunos".

O dia começou com actividades pedagógicas, onde os alunos desenvolveram as actividades que aprenderam durante o ano. Exposições de trabalhos da Oficina de artes e actividades experimentais, informática, a "Feira Verde", jogos tradicionais, uma peça de teatro, um teatro de sombras, venda de crepes e a projecção de uma DVD sobre "Suporte Básico de Vida" organizado pelo Clube de Protecção Civil, foram algumas das actividades que decorreram ao longo da manhã.

A tarde foi mais radical. A Associação de Estudantes e a Câmara Municipal da Trofa promoveram uma tarde dedicada aos desportos radicais, como o rapel, slide, paintball, ou até uma exibição de capoeira.

À noite, a cargo da Associação de Pais esteve o tradicional arraial, um jantar popular com música distribuída por dois palcos. O Rancho Infantil de Cidai, o Grupo de Danças Urbanas EST, os Star Kids e o Rancho das Lavradeiras da Trofa, foram alguns dos grupos que desfilaram por um dos palcos. Já no palco mais pequeno houve Disk Jokey das 22 às 23.45 horas.

No final, os alunos, pais e professores assistiram ainda a uma sessão de fogo de artifício oferecido pela Associação de Pais.

Esta festa contou ainda com o apoio de algumas empresas do concelho, às quais Paulo Silva agradeceu, acrescentando que "o dinheiro servirá para pagar a festa e também para realizar algumas obras e outras actividades aqui na escola".

Isabel Moreira Pereira