Nasceu em maio de 2017 e com um ano de existência assume-se já como uma das maiores estruturas privadas a nível europeu. A RAC – Racing Academy and Competition, assentou pilares em S. Mamede do Coronado, mas vai mostrando o que vale por todo o país, ao volante dos karts.

Ricardo Costa é o “pai” da RAC, que nasceu exatamente da vontade de dar ao filho Martim condições dignas para disputar a competição nacional. “Ele passou por duas equipas e eu achei que faltava mais qualquer coisa dentro da modalidade. Era necessário um acompanhamento mais afincado aos pilotos na questão pedagógica e uma estrutura onde eles se pudessem sentir bem, com a noção de que são as estrelas desta modalidade”, explicou ao NT e à TrofaTv Ricardo Costa, que é também o team manager da RAC.
A ideia tomou corpo, a equipa ganhou forma e ao Martim juntaram-se mais pilotos, que se quiseram associar à nova equipa. Atualmente, a estrutura está representada em todas as classes, com 15 pilotos, a maior parte a competir no campeonato nacional e alguns no Troféu Rotax, que estão sob a alçada de Domingos Machado, uma das “peças” fundamentais da RAC, pela longa experiência na modalidade. “É uma pessoa muito conhecida no panorama nacional e a maior parte dos pilotos que estão em competição passaram pela mão dele”, sublinhou Ricardo Costa.

Leia a reportagem na íntegra na edição n.º 670 do jornal O Notícias da Trofa