quant
Fique ligado

Edição 440

Entrevista de Sérgio Humberto, candidato da coligação Unidos Pela Trofa – PSD/CDS à Câmara Municipal da Trofa

Publicado

em

 

“Temos que credibilizar a Trofa, pagar a dívida e fazer obra”

Sérgio Humberto é o candidato da coligação Unidos Pela Trofa à autarquia, defendendo que “é possível devolver o orgulho aos trofenses”. Entrevista realizada no dia 20, pelas 11h pode ser vista na íntegra na TrofaTv (www.trofa.tv)

NT: A máxima da coligação, e que repete várias vezes durante a campanha é o objetivo de devolver o orgulho aos trofenses.

SH: Quando nós adquirimos a nossa independência administrativa em 98, foi porque o concelho de Santo Tirso, liderado pelo PS, ostracizava estas oito freguesias que compõem hoje o concelho da Trofa. Os empresários e todos os habitantes, que pagavam os seus impostos à Câmara Municipal de Santo Tirso, não a viam investir nestas oito freguesias e por isso nós lutamos pela criação do concelho da Trofa e bem. Não foram todos, infelizmente, mas nós temos que respeitar essas pessoas, mas adquirimos, porque lutamos, porque acreditamos e porque tínhamos um enorme orgulho de ser da Trofa.

A Trofa não tinha absolutamente nada há uns anos. Nos primeiros anos conseguiu ser dos concelhos com maior taxa de saneamento, com maior taxa de água, ter sedes de Junta de Freguesia dignas desse nome, ter um pavilhão gimnodesportivo, ter umas piscinas e um conjunto de obras que foram feitas. 

Leia a reportagem completa na edição do jornal O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

 

Publicidade
Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 440

Festival de Concertinas atraiu multidão a Santa Eufémia

Publicado

em

Por

 

A Trofa foi na tarde de sábado, 21 de setembro, a capital das Concertinas e dos Cantares ao Desafio.

Atraídas pela música de improviso acompanhada pelas concertinas, muitas pessoas deslocaram-se ao Monte de Santa Eufémia, em Alvarelhos, para assistirem ao 14º Encontro de Tocadores de Concertina e Cantares ao Desafio.

“Centenas de tocadores e cantadores”, segundo dados da organização, animaram a tradicional festa de Santa Eufémia, onde acorreram muitos apaixonados por esta cultura popular. O público presente não resistiu às músicas e aos cantares e deu um pezinho de dança.

Esta é uma iniciativa da Câmara Municipal da Trofa, que continua a procurar “preservar as tradições e os costumes”, através destas “festas tradicionais e populares”.

O vereador do pelouro da Cultura, Assis Serra Neves, afirmou que os cantares de desafio e o festival são, “tal como o fado, uma cultura muito própria, neste caso, no Norte do país e, mais concretamente, do concelho da Trofa”. “À semelhança de outros anos, correu muito bem. Uma concentração muito especial, porque é muito vocacionada para este tipo de atividades e espero que o futuro executivo mantenha esta atividade, porque é uma bandeira do nosso concelho”, referiu.

Recorde-se que a tradição dos cantares ao desafio é comum a várias regiões e países do mundo. No século XX, no Norte Litoral português, este modo musical e poético de improvisação, começou a ser acompanhado com concertinas, tornando-se um ícone da musicalidade tradicional da região.

Publicidade
Continuar a ler...

Edição 440

Dojo Murakami do Muro recebeu encontro de karaté

Publicado

em

Por

 

“O encontro correu como se esperava, foi perfeito.” Este foi o balanço do mestre Arlindo Ferreira relativamente ao encontro de karaté que o Dojo Murakami da Associação Recreativa Juventude do Muro (ARJM) dinamizou durante a tarde de sábado, 21 de setembro.

Além de ter estado “praticamente” todos os alunos do Dojo da ARJM e da Póvoa de Varzim, também participaram os seus familiares, que “elogiaram” o trabalho desenvolvido pela coletividade e solicitaram a abertura de novos dojos (equivale a salas de treino) noutros locais. Arlindo Ferreira declarou que esse terá que ser um assunto “bem pensado”, mas que se aceitarem, as pessoas podem continuar a “depositar-lhes total confiança” para poderem “deixar os filhos”. “Já habituamos as pessoas a confiar, porque não desistimos. Exemplo disso é o Dojo da ARJM, que é o mais antigo do norte da Associação Shotokai de Portugal, que chegou a ter um grupo pequeno, mas não os abandonamos e valeu, porque felizmente estamos a crescer”, frisou.

O Dojo da ARJM recebe aulas de karaté-do Shotokai às, segundas, quartas e sextas-feiras, entre as 19 e as 21 horas, e aos sábados no Dojo da Póvoa de Varzim. Para mais informações ou até para se inscrever, pode fazê-lo nos dojos ou através do email (senseiferreira@sapo.pt) ou do telemóvel (911 102 689) do mestre Arlindo Ferreira.  

 

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);