Durante dez dias a paróquia de S. Martinho de Bougado promoveu várias atividades, com o intuito de aprofundar a palavra de Deus.

Durante a Semana Bíblica, que foi organizada e dinamizada pelas Irmãs Paulinas, e decorreu entre os dias 20 a 29 de janeiro, realizaram-se vários encontros em toda a paróquia de S. Martinho de Bougado. No domingo, dia 29, pelas 11 horas, houve o encerramento desta Semana através de uma eucaristia com um desfile das principais personagens da Bíblia.

Luciano Lagoa, pároco de S. Martinho, garantiu que esta semana, que já estava pensada desde o início do ano pastoral, teve como principal objetivo um “aprofundamento com a Bíblia”.

Houve várias manifestações, desde “celebrações litúrgicas nas igrejas e nas casas, onde as Irmãs, também foram às escolas e contactaram com os idosos, que estão doentes e se sentem sós”, para que houvesse um contacto mais próximo entre a população e este livro religioso.

O pároco fez um balanço positivo, pois conseguiram que a Bíblia fosse “um bocadinho mais familiar às pessoas” da comunidade, agradecendo todo o trabalho desenvolvido pelas Irmãs Mariana e Rosa, da Congregação das Irmãs Filhas de S. Paulo. A juntar ao trabalho desenvolvido por estas irmãs, também houve vários grupos da paróquia de S. Martinho que colaboraram de uma forma “mais ativa” nas diversas celebrações implementadas. “As pessoas sentiram-se empenhadas, colaborantes e (…) pela dinâmica imprimida isso acabou por se tornar uma mais-valia para toda a paróquia. Foi realmente um momento, em que sentimos a palavra de Deus mais próxima de nós”, acrescentou.

Quanto à eucaristia das 11, de domingo, Luciano Lagoa frisou que a “estruturação da missa manteve-se” tendo como acréscimo a apresentação da Bíblia num registo “muito interessante”, uma espécie de “Bíblia ao vivo”. As personagens mais importantes, da palavra de Deus, “desfilaram” pela Igreja Nova, tornando-a “mais humana” e real. “Foi um enriquecimento muito grande para todos, que estiveram nesta eucaristia. Demorou quase duas horas, mas realmente acho que valeu a pena. As pessoas, pelo menos, sentiram-se mais integradas com este grande livro que é a Bíblia, o livro da palavra de Deus”, salientou.

A Irmã Mariana Pereira, da Congregação das Irmãs Filhas de S. Paulo, mais conhecida por Irmãs Paulinas, foi uma das responsáveis por esta Semana Bíblica. Na sua opinião, estas semanas têm como finalidade “despertar no povo cristão o interesse e o gosto pela leitura da Bíblia”.

Durante dez dias, as irmãs percorreram a paróquia de S. Martinho, visitando todas as escolas primárias, Colégio da Trofa, os doentes e, ainda, organizaram encontros bíblicos em famílias, que contaram com a presença de várias centenas de pessoas.

As Irmãs esperam que os grupos que se formaram, nesta semana, “continuem a reunir-se para o aprofundamento da Bíblia”.

Salientou ainda que fazem o “máximo para que as pessoas gostem e participem” nestas atividades.

{fcomment}