A Frezite está entre os finalistas do VII Prémio Mobis cujos vencedores serão anunciados no próximo dia 30 de Junho no Casino Estoril. A empresa trofense, que pertence a um grupo de mais de 60 finalistas das 12 categorias a concurso, pode vir a ser distinguida na categoria de Fornecedor de Máquinas e Equipamentos. A cerimónia contará com a participação do Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, além de outras individualidades. 

"A 30 de Junho de 2007 vamos escrever mais uma página da história do sector do mobiliário ao premiarmos as empresas e empresários que mais têm feito para credibilizar o sector do mobiliário português, a todos os níveis, da matéria-prima ao produto Premio Mobisfinal", salienta Emídio Brandão, Editor do Mobiliário em Notícia, publicação que organiza a atribuição do Prémio Mobis. "O nosso objectivo é também chamar a atenção ao consumidor final de que em Portugal há indústria de qualidade, que fabrica móveis para as diversas divisões da casa com design e ergonomia e igualmente empresas fornecedoras que são fundamentais para a inovação constante que se verifica neste sector. Nesta cadeia não nos podemos esquecer das lojas que acabam por fazer o interface entre indústria e consumidor final. Daí termos como nosso Official Partner a APCM – Associação Portuguesa de Comércio Mobiliário".  

Recorde-se que a Frezite repete a sua quarta presença numa fase final do Prémio Mobis, tendo conquistado o Prémio Mobis no ano passado. Também o administrador da empresa trofense, José Manuel Fernandes, foi agraciado com o Mobis Homenagem e Carreira na V Gala Prémio Mobis. De uma forma geral, o Distrito do Porto encontra-se muito bem representado nesta VII Gala Prémio Mobis, uma vez que são daqui mais de 25 finalistas, nas mais variadas categorias. 

Fernando Serrasqueiro participa na gala pelo segundo ano consecutivo. No ano passado, em Madrid, o governante destacou os objectivos de uma iniciativa deste género: "Com o Prémio Mobis quer-se premiar a qualidade e a excelência do mobiliário fabricado em Portugal, reconhecer o mérito da criatividade, design e tecnologia colocadas ao serviço da indústria nacional, e contribuir para o êxito de uma postura inovadora, que privilegiamos, em Portugal. Dessa forma, congratulo-me com as distinções atribuídas, sobretudo pelo que as mesmas significam em termos de visão, aposta e capacidade de concretização dos empresários portugueses. As minhas palavras são de apreço por esta iniciativa e de incentivo para que se continuem a desenvolver todos os esforços no sentido da qualidade e excelência do sector do mobiliário português".  

Este ano, Fernando Serrasqueiro irá entregar a etiqueta de qualidade às lojas de comércio de mobiliário entretanto distinguidas no âmbito do projecto "Loja de Qualidade" dinamizado pela APCM. "As Galas Prémio Mobis são já uma referência por se tornarem um ponto de encontro de empresários mas também por permitir um olhar mais atento a este sector e àquilo que representa em termos absolutos", conclui Emídio Brandão. Segundo as estatísticas divulgadas pelo Governo, actualmente 62.000 pessoas trabalham no sector do mobiliário e as exportações destes artigos representaram, em 2006, mais de dois por cento do total de produtos exportados por Portugal.