Um indivíduo de nacionalidade ucraniana foi encontrado sem vida na residência onde morava na Rua da Fontiela, em S. Romão do Coronado.

Terá sido com uma corda de plástico, utilizada para estender a roupa que um indivíduo de nacionalidade ucraniana, de 57 anos, se suicidou, numa casa alugada, onde morava sozinho, na Rua da Fontiela, em S. Romão do Coronado. O corpo foi encontrado por um amigo que morava na casa ao lado, na manhã do dia 6 de Janeiro.

O homem encontrava-se há cerca de dez anos em Portugal e não tinha trabalho fixo. De acordo com o que o NT conseguiu apurar junto de uma vizinha, apenas fazia trabalhos temporários para uma empresa em S. Romão do Coronado.

Sem queixas em relação ao vizinho, a mulher sabia apenas que ele “esteve internado três semanas” na unidade de Santo Tirso do Centro Hospitalar do Médio Ave, com “problemas no estômago” e que teria voltado para casa no dia anterior (5 de Janeiro).

No local estiveram duas viaturas e quatro elementos dos Bombeiros Voluntários da Trofa, que recolheram o corpo, e a GNR. O homem foi transportado para o Instituto de Medicina Legal para ser autopsiado.