quant
Fique ligado

Ano 2010

Em tempo de desejos: Que o NT nunca se transforme num novo JT

Publicado

em

 

A imprensa local tem um papel social insubstituível na vida das localidades onde estão inseridas, principalmente na divulgação de notícias de interesse local, que normalmente não têm expressão através da imprensa dita nacional.

Tantas são as vezes que os órgãos de comunicação local contribuem decisivamente para a dinamização cultural, social e mesmo económica das regiões em que se inserem. Quem não se lembra do papel esclarecedor, divulgador e até mobilizador que teve a imprensa local, aquando da luta pela “Criação do Concelho da Trofa”? Quão foi importante o papel do “Jornal da Trofa” e o Jornal “A Voz da Trofa”, assim como da “Rádio Trofa”! Sem eles a concretização do sonho colectivo teria sido muito mais difícil, e quem sabe, até impossível.
Depois do Concelho da Trofa ter sido criado, o Jornal “A Voz da Trofa” foi o primeiro a definhar e o centro de decisão da “Rádio Trofa” deixou de ser local. Quanto ao “Jornal da Trofa” a sua direcção passou a ser política e o jornal começou a reflectir, não a voz dos trofenses, mas tão só a “voz do dono”. O poder político instalado no município mandava no Jornal. Mesmo que fossem publicados artigos de opinião contrária, o óbvio era evidente: um disfarce para tentar esconder a triste realidade. Era uma promiscuidade entre o poder político e o jornal, tendo a autarquia de permeio.
Aquilo que já se adivinhava veio a acontecer: o “Jornal da Trofa”, que tão importante tinha sido para a solidificação da luta pela criação do concelho, também definhou. É uma “esperteza saloia”, que infelizmente tantas vezes acontece, o poder político instalado “comprar” o poder da comunicação social local. Quando os jornais não são projectos jornalísticos mas sim projectos empresariais, a tentação é fácil. E assim, a “morte” é anunciada!
A imprensa local deverá ser um valioso factor de pluralidade e diversidade, resistindo permanentemente à tentação do domínio por parte do poder político. Pede-se à imprensa local, que tenha uma informação clara, isenta e sem tabus, mesmo contra os poderes instalados, para dignificação do próprio jornalismo e da comunicação social. A liberdade de expressão, da qual a imprensa é um baluarte, é um direito humano. A sua protecção, um elemento essencial para as sociedades modernas e democráticas.
Neste percurso existencial, nasceu há oito anos o Jornal “O Notícias da Trofa”, actualmente o único jornal do concelho, que pretende ser um jornal para a Trofa e para a região. Assim se espera, assim se deseja.
Enquanto eu puder, e me deixarem, continuarei a escrever nesta coluna, onde escrevo desde o primeiro número, com a fé inabalável das minhas ideias, reproduzindo o meu pensamento livre. Sempre na procura da verdade; um valor supremo!
José Maria Moreira da Silva
www.moreiradasilva.pt
Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Ano 2010

Tradição de porta em porta

Publicado

em

Por


O Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado mantém viva, ano após ano, a tradição de cantar as janeiras de porta em porta, levando o folclore da região a todas as casas.

(mais…)

Continuar a ler...

Ano 2010

Arte em quatro rodas

Publicado

em

Por

Francisco Maia tem uma oficina de restauro diferente: recupera automóveis antigos há mais de 20 anos.

(mais…)

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também