quant
Fique ligado

Trofa

Eleições do Trofense acabam em tribunal

Publicado

em

Decorreu hoje a sessão de julgamento, no Tribunal de Santo Tirso, da providência cautelar interposta por associados do Trofense, relativa às eleições de 30 de julho do clube, por alegadas irregularidades do processo eleitoral que ditou a reeleição de Franco Couto.

As eleições foram as primeiras da história do clube em que duas listas eram concorrente, tendo vencido a lista A, encabeçada por Franco Couto, que teve 107 votos, enquanto a lista B, liderada Paulo Monteiro, teve 77.

A providência cautelar foi interposta por Luís Lima, antigo presidente do Trofense e candidato à Assembleia Geral pela Lista B, e Hugo Miguel Ferreira, anterior presidente do concelho fiscal e integrante da lista B.

Das irregularidades apresentadas na providência cautelar são mencionadas as de sócios votantes que não pagavam cotas e a entregas das listas candidatas efetuadas fora do prazo previsto nos estatutos do clube (15 dias).

No julgamento, foram ouvidos vários elementos de ambas as listas, que estiveram envolvidos no processo eleitoral, bem como Paulo Renato Reis, presidente da Assembleia Geral do Clube à data das eleições.

Segundo Paulo Renato Reis, no depoimento efetuado em tribunal, “todo o processo eleitoral foi acordado em reuniões com os elementos de ambas as listas, o prazo de entrega das candidaturas foi também ele acordado com os elementos da lista A e da lista B, bem como a possibilidade de as cotas serem pagas até à altura da votação, nunca havendo nenhuma reclamação” e que as listas de associados que compõem os cadernos eleitorais das eleições lhe tinham sido entregues por Paulo Monteiro, à data, vice-presidente do clube.

“As listas foram validadas por mim e por mais elementos da assembleia geral, inclusive pelo senhor Luís Lima, que não referenciou nenhuma irregularidade”, acrescentou.

Publicidade

Paulo Monteiro, que liderava a lista B e que perdeu as eleições, e que foi a primeira testemunha a ser ouvida, tinha já afirmado que “foi de acordo de todos que as listas poderiam ser entregues até 48 horas do ato eleitoral”, entrando numa aparente contradição ao afirmar momentos depois que “foram entregues muito em cima das eleições”.

Na sessão foi também atestado por, praticamente, todas as testemunhas que há sócios que não pagam cotas, uma vez que trabalham “pro bono” para o clube, quer enquanto elementos da direção do clube, como apenas a título de colaboração.

Na próxima segunda-feira, 18 de outubro, pelas, 13h30, será conhecida a decisão do julgamento.

Continuar a ler...

Trofa

Sérgio Humberto foi eleito presidente da distrital do Porto do PSD

Sérgio Humberto, único candidato a presidente da distrital do Porto do PPD/PSD do Porto, a maior a nível nacional, foi eleito com 95% dos votos.

Publicado

em

Por

Sérgio Humberto, único candidato a presidente da distrital do Porto do PPD/PSD do Porto, a maior a nível nacional, foi eleito com 95% dos votos. A restante percentagem foi dividida em 4% em votos em branco e 1% de nulos.

“Acredito que com trabalho, muito trabalho, vamos conseguir devolver a esperança às nossas populações, e, concretizar a revolução laranja que o que o nosso Distrito anseia”, foram estas as primeiras palavras de Sérgio Humberto, aos militantes que encheram por completo o auditório da Distrital Os o encerramento das urnas e continuou:

Aquilo que vos prometo é muito trabalho e dedicação. E garantir-vos que esta será, uma distrital do PPD/PSD do Porto, incómoda para os nossos adversários partidários, porque o nosso foco, estará no serviço às nossas gentes, na concretização dos sonhos das nossas populações, e no servir o Distrito do Porto.

Aumentar o numero de militantes ativos e envolver a sociedade civil na vida do partido está também nos horizontes da nova comissão politica distrital social-democrata. Vencer as eleições autárquicas no distrito e pegar em temas esquecidos, e de elevada relevância tanto para o distrito como a nível nacional, faz parte do seu programa de ação

“O primeiro objetivo é ganhar mais câmaras, mais juntas de freguesia, mais assembleias municipais, Temas como, por exemplo, O Eixo Atlântico, as relações com a Galiza, como é o não exemplo do Infarmed, TAP e assuntos que ainda não foram falados, como por exemplo o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, que precisa de obras, e porque não falar de um novo aeroporto nesta região, serão chamados à discussão por esta comissão politica”.

Sérgio Humberto recordou a Distrital do Porto tem cerca de dois milhões de habitantes e que é um território altamente produtivo e, portanto, muitas vezes não é compensado pelo Estado Central, que só vê Lisboa.

“Vou liderar uma equipa motivada e capacitada, para desenvolver um trabalho de proximidade, estruturando caminhos para um futuro mais próspero e mais liderante no nosso Distrito do Porto., concluiu o novo líder social-democrata.

Publicidade
Continuar a ler...

Trofa

Ângela Moreira recandidata à Estrutura Concelhia das Mulheres Socialistas

Publicado

em

Por

Ângela Moreira apresentou, a 17 de setembro, a recandidatura à Estrutura Concelhia das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos da Trofa (MS-Trofa).
No auditório da Junta de Freguesia de Bougado, em Santiago, a socialista de 37 anos contou com o apoio de dezenas de militantes, a quem garantiu ter conseguido “afirmar e credibilizar” a estrutura. “Volvidos dois anos, deixamos uma marca de proximidade, lealdade, trabalho e envolvimento profundo com todas as estruturas locais do Partido Socialista e na sociedade civil”, referiu a bougadense.
No mandato liderado por Ângela Moreira, a estrutura concelhia de MS-Trofa realizou várias iniciativas solidárias, como “a confeção e entrega de máscaras, apanha de fruta e recolha de produtos de higiene pessoal para doar a associações do concelho”. “Participamos em atividades de movimentos cívicos, assinalamos o Dia Internacional da Mulher, o Dia da Árvore e da Poesia e o 25 de Abril, data em que homenageamos os militantes do Partido Socialista mais antigos do concelho. Apostamos ainda na formação e na publicação de artigos como forma de empoderamento das mulheres trofenses”, acrescentou.
Para um segundo mandato, Ângela Moreira propõe-se a motivar mais mulheres na vida política e a ajudar o Partido Socialista “a fazer política com respeito, seriedade e responsabilidade”. “Vamos continuar a mostrar que o que nos move é a Trofa, os trofenses e os seus interesses”.
Ângela Moreira afirma ainda que o projeto que tem como slogan “Junt@s Avançamos” visa contribuir para construir “uma sociedade mais justa, igualitária, solidária e baseada nos valores socialistas”.
As eleições decorrem a 8 de outubro em todas as concelhias do distrito do Porto, data em que serão também eleitos os órgãos das secções e concelhias do partido.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);