rui-damasceno 

S. Romão do Coronado: Rui Damasceno candidata-se pelo PS para retirar freguesia do “marasmo”

Notícias da Trofa – O que o leva a candidatar-se à Assembleia de Freguesia?

Rui Damasceno – O que me leva a candidatar é a necessidade das pessoas numa alternativa credível que retire S.Romão do Coronado do marasmo e que lhes devolva a cidadania e o orgulho em ser romanenses. Uma alternativa válida com ideias concretas e concretizáveis, sem compadrios nem favores. Durante o meu contacto com a população tenho escutado muitas vozes de descontentamento. Não critico só por criticar, penso que podemos fazer melhor e merecemos melhor.

NT – Quais são os projectos que vai apresentar para o mandato?

RD – Vamos adoptar uma postura de escuta activa que facilite o diálogo entre junta e população com vista à resolução dos seus problemas. Pretendemos forçar as entidades competentes para que água e saneamento sejam uma realidade em todo S.Romão do Coronado. Não podem existir romanenses de primeira e de segunda; promover mais segurança em S.Romão do Coronado; criar espaços verdes com percurso pedonal e ciclovia de manutenção; dinamizar a utilização do pavilhão de S.Romão do Coronado pela população; propor à Assembleia de Freguesia a alteração do nome da Casa da Ressurreição; reorganização do trânsito automóvel para melhorar a circulação, incluindo a substituição dos semáforos da Igreja por uma rotunda; requalificação da Quinta de S.Romão transformando-a na sala de visitas de S.Romão do Coronado, removendo o entulho colocado pela Junta em cima de carvalhos e sobreiros numa linha de água; requalificação das margens do Rio da Mamoa; criar infra-estruturas de cultura e lazer de apoio a toda a população, em particular à juventude; construção de um complexo desportivo com campo relvado e sintético; construir parques infantis para que as nossas crianças possam brincar em segurança e promover junto das autoridades competentes a construção de uma escola secundária e uma ligação rápida ao centro da Trofa e ao nó da Auto-Estrada da Maia.

NT – Qual é o projecto/área prioritário (a) caso seja eleito?

RD – A minha área prioritária serão as pessoas. É tempo de pensar, como farei, nos cidadãos, nas suas preocupações e nas das suas famílias. É tempo de deixar o favor e os interesses mesquinhos e actuar de forma séria.

NT – Porque é que os eleitores devem votar em si?

RD – Os eleitores devem votar em mim, eleito para um primeiro mandato, pois daqui a quatro anos poderão julgar-me. Ao contrário, o actual Presidente da Junta não poderá concorrer no próximo mandato, pelo que a sua actuação não será julgada. Por isso reuni uma equipe trabalhadora, séria, segura de ideias e propósitos, com o objectivo do melhor para S.Romão do Coronado.

NT – Considera mais fácil governar sendo a Câmara e a junta do mesmo partido? Porquê?

RD – Estou preparado para trabalhar independentemente de quem esteja a liderar a Câmara da Trofa. Só um Presidente de Câmara pouco sério poderia hostilizar um Presidente da Junta de um partido diferente. Se me perguntar como presidente da Junta eleito nas listas do Partido Socialista, quem gostaria de ver com Presidente da Câmara da Trofa, desde já afirmo que, como é óbvio, gostaria que fosse a Dra. Joana Lima.