No dia 31 de outubro, Dia Mundial da Poupança, a DS SEGUROS TROFA celebra o seu 1.º aniversário. Ao longo deste ano de atividade, a agência sediada no Edifício Habitat XXI, junto à Rotunda do Bombeiro, na cidade da Trofa, deu resposta a centenas de clientes correspondendo sempre às suas necessidades.

“De facto, o Dia Mundial da Poupança é o mais indicado para celebrarmos o nosso primeiro ano de atividade, pois existimos para ajudar os nossos clientes a poupar. Foi um primeiro ano muito dinâmico e no qual conseguimos dar resposta a muitas das necessidades dos nossos clientes. Todos queremos poupar, seja tempo ou dinheiro, e na DS SEGUROS TROFA tornamos esta poupança possível”, afirma Márcio Mota, diretor da DS SEGUROS TROFA.

O objetivo da DS SEGUROS TROFA é providenciar as melhores soluções do mercado para os seus clientes, particulares ou empresas, por forma a que estes beneficiem das melhores coberturas e paguem o mínimo possível pelos seus seguros. O diretor da empresa confessa que tem direcionado a atuação da agência para seguros de proteção das famílias, nomeadamente seguros de vida, saúde e acidentes pessoais. “Nota-se uma crescente procura das famílias por este tipo de produtos, que advém da preocupação com os filhos e com o restante agregado familiar. Existe a preocupação de garantir uma melhor qualidade de vida perante um infortúnio e nesta área dos seguros de vida, na qual existe, atualmente, uma ampla oferta de produtos e coberturas, as famílias procuram uma garantia financeira em caso de invalidez, doença grave ou morte”.

Márcio Mota revela também que uma área dos seguros que tem cada vez maior destaque é a dos seguros de vida associados ao crédito habitação. “Efetivamente, fazemos mensalmente um número muito significativo de seguros de vida associados ao crédito habitação, ajudando muitas famílias a melhorar as condições do seguro e a poupar valores muito significativos, que se traduzem em milhares de euros ao longo do contrato de financiamento. A legislação veio defender o interesse dos clientes, pois com a entrada em vigor do DL 222/2009 já não são obrigados a manter o seguro de vida no banco onde fizeram o financiamento”, explicou.

Neste âmbito, diz Márcio Mota, as principais dúvidas dos clientes quando consultam a agência para trocar o seguro de vida surgem de informação errada transmitida por “alguns gestores dos bancos, que indicam que não podem mudar”. “Na grande maioria dos casos mostramos que a informação dada pelo banco não é verdadeira. Ao analisarmos cada situação, acabamos por concluir, na maior parte das situações, que o cliente pode trocar o seguro, melhorar as coberturas e ainda conseguir poupanças que chegam a 60 por cento do que pagam pelo seguro ao banco”, adiantou.

Segundo o diretor da agência, cada vez mais as famílias que pretendem comprar casa acabam por consultar a DS Seguros para perceber, em concreto, as coberturas e quanto podem poupar. Também os clientes que inicialmente efetuaram o seguro de vida no banco, quando percebem as vantagens em fazê-lo numa seguradora independente, acabam por trocar. Márcio Mota dá alguns exemplos:

“A senhora Justina Silva estava a pagar um valor muito alto no banco pelo seguro de vida associado ao crédito habitação. Foi-lhe apresentada um proposta de seguro com melhores condições e a pagar muito menos. Inicialmente, ficou incrédula. Acabou por mudar o seguro, todo o processo foi tratado por nós e ficou a poupar anualmente algumas centenas de euros.

A D. Lurdes Gavina é outra situação. Neste caso concreto, a cliente não fazia a menor ideia de que havia contratado um mau seguro de vida associado ao crédito habitação. Quando percebeu que o seguro que havia contratado não lhe garantia o pagamento do crédito em caso de Invalidez Total e Permanente, tratou de trocar de seguro quase de imediato”.

O diretor da DS SEGUROS TROFA termina a indicar quais são os objetivos para o novo ano de atividade que vai começar. “Prestamos um serviço completamente gratuito e pretendemos fazê-lo chegar ao maior número possível de clientes, um serviço de proximidade, personalizado e independente. O primeiro ano de atividade na Trofa foi um excelente indicador, pelo que vamos procurar aumentar o número de colaboradores, atualmente contamos com três profissionais, mas o objetivo é ter mais consultores a trabalhar connosco e mediadores que queiram aumentar a rentabilidade das suas carteiras fazendo parte do grupo DS SEGUROS. Para terminar, não posso deixar de agradecer, em nome de toda a equipa, a todos os clientes, particulares e empresas, que viram na DS SEGUROS o parceiro ideal para responder às suas necessidades.”