O “Rally Santo Thyrso Convida”, que se disputou no sábado, 5 de maio, pela mão da Demoporto, e que contava para o Regional Norte de Ralis, teve pouca história a nível competitivo.

Luís Mota, num Mitsubishi Evo 7, “cilindrou” a concorrência fruto de um andamento irrepreensível nas muito difíceis estradas do concelho tirsense, que tanto estavam secas como de repente ficavam molhadas, fruto da instabilidade da meteorologia. Mas Luís Mota sentiu-se como “peixe na água” e venceu sem grandes dificuldades.

A prova da Demoporto contou ainda com uma prova extra que atraiu muitos pilotos, alguns deles da vizinha Espanha. Ricardo Costa, que estreava um fabuloso Peugeot 206 S1600, aproveitou a prova de Santo Tirso para testar a viatura e conseguiu vencer sem grandes dificuldades dado o enorme potencial do carro face a uma concorrência impotente para travar o andamento do Peugeot.

Nesta competição estiveram presentes Luis Areal e Pedro Cruz, uma jovem dupla da Trofa que ainda estão a dar os primeiros passos na modalidade. Apesar da pouca experiência e de contarem com um pouco competitivo Peugeot 205 GTI, esta dupla foi ganhando confiança, ao longo da prova, e efetuou alguns “cronos” bastante interessantes que a levou a um excelente 8º lugar na geral. António Areal também marcou presença, levando o seu Fiat Punto ao 11º lugar da geral. A prova acabou por ficar marcada pelo aparatoso despiste do ex-guarda-redes do Real Madrid, Santiago Canizares, que há mais de dois anos trocou o futebol pelo desporto automóvel.

Numa reta, onde os pilotos rodam em quinta a fundo e que após uma forte travagem viram em “cotovelo” à esquerda, Canizares devido à muita chuva que caía na altura, não conseguiu dominar o seu Suzuki Swift Sport e embateu numa paragem de autocarros, ferindo dois espectadores, que apenas tiveram pequenas escoriações.

Miguel Mascarenhas
Marco Monteiro

 {fcomment}