Salão Assombrado é uma festa que está a ser preparada por Paulo Reis e que acontece a 29 de outubro, no salão polivalente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa. Fundos angariados revertem a favor da AUAUA.

Preocupado com as dificuldades com que a Associação Um Animal Um Amigo (AUAUA) se debate diariamente, Paulo Reis decidiu agir. Sustentando-se na experiência adquirida como Disc Jockey (DJ), ocupação de tempos livres, o jovem de 16 anos agendou uma festa solidária alusiva ao Halloween, para a noite de 29 de outubro, a partir das 21.30 horas, no salão polivalente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa.
“Como jovem e cidadão da Trofa, gosto de andar a par dos problemas e iniciativas da minha cidade. Já há algum tempo que tenho seguido o trabalho da AUAUA e reparo que cada vez tem mais dificuldade em tratar e manter os cães e gatos que as pessoas deixam na associação ou que encontram na rua”, explicou Paulo Reis, em declarações ao NT, acrescentando que “no mês de setembro, a fatura de tratamentos clínicos dos animais ultrapassou os mil euros”.
E como este cenário se tem repetido ao longo dos meses, o jovem entendeu que estava na hora de contribuir, dando o exemplo. A festa que está a organizar vai ter muita música e a participação de vários DJ, estando dirigida essencialmente para jovens, que “estão a aderir muito bem à causa”. Todos os fundos angariados com a venda dos bilhetes e exploração do bar durante a festa reverterão a favor da AUAUA. Os bilhetes, que custam dois euros para elas e 2,5 euros para eles, podem ser adquiridos junto de Paulo Reis ou na associação.

DJ aos 16 anos

A música sempre foi um gosto especial de Paulo Reis. Com 14 anos, decidiu instalar um programa de DJ para o computador e aventurar-se a fazer misturas. “Gravei algumas e mostrei a familiares e amigos. A maioria gostou e incentivou-me a começar uma carreira de DJ. No início, levei na desportiva, mas com o tempo fui arranjando material de produção e mistura de música e comecei a ir a pequenas festas de familiares e amigos”, contou o jovem. Como as críticas positivas continuaram, Paulo decidiu “elevar a fasquia”, aventurando-se por iniciativas de maior envergadura. “Cheguei a ir algumas vezes à iniciativa ‘Sextas ComVida’, na Rua Conde S. Bento, juntamente com um amigo, o André Filipe, com quem cheguei a fazer a dupla chamada DJ’s Anonymous”, relatou.
Mais tarde, o amigo abandonou o projeto e entrou outro, Nani Macedo, com quem atualmente dá vida ao The Vinil Route DJ’s, que caracteriza o gosto especial dos jovens em festas de rua e festivais.
Com 16 anos, Paulo Reis frequenta o curso de Comunicação, Marketing, Relaçõs Públicas e Publicidade, na OFICINA – Escola Profissional do Instituto Nun’Alvres – e sonha, um dia, ser organizador de eventos a tempo inteiro e ter como hobby a atividade de DJ.