A Conferência de S. Vicente de Paulo de S. Martinho de Bougado comemorou o Dia Paroquial dos Frágeis com uma festa litúrgica, na tarde do domingo.

Mais de 300 pessoas de grupos sociais do concelho marcaram presença nas comemorações do Dia Paroquial dos Frágeis, promovido pela Conferência S. Vicente de Paulo de S. Martinho de Bougado, que decorreu na tarde de domingo, na Igreja Nova. Uma iniciativa organizada por vários grupos sócio caritativos da paróquia, que sentem que “as pessoas precisam de conviver um pouco mais”, já que estão muito isoladas.

A escolha do local recaiu na igreja, por este ser um sitio “onde as pessoas se sentem bem”. “Aqui é onde choram, rezam, ficam contentes, sentem alegria por estarem com pessoas que já não veem há muito tempo. Isto é a nossa vontade de trabalhar, é a nossa alegria”, afirmou Jaime Gomes, responsável pela Conferência S. Vicente de Paulo de S. Martinho, que salientou o aumento do número de pessoas nestas comemorações.

Jaime Gomes destacou ainda o valor da família, que tem um papel importante no “bem estar psicológico e intelectual da família”, através da demonstração de afetos. O responsável estava satisfeito com o sucesso do evento, aproveitando para agradecer a todas as instituições que os tem ajudado, à autarquia trofense, ao pároco Luciano Lagoa, através do seu testemunho de fé, e a toda a comunidade “que tem dado um bocadinho de si. “Temos a certeza que Jesus Cristo ressuscitado está em cada irmão, nos nossos gestos. Muitas vezes andamos à procura de Cristo e esquecemo-nos que Ele está naquela pessoa mais próxima que precisa. É esse Jesus Cristo que nós queremos nos vicentinos, e em todos os grupos da paróquia, porque o amor de Cristo nota-se nas pessoas que querem ajudar”, frisou.

As comemorações tiveram início com uma liturgia vocacionada para os irmão frágeis, seguindo-se de um lanche na cripta da Igreja Nova.

{fcomment}