A solidariedade não se esgota numa palavra. Não tem cor, nem sotaque muito menos se caracteriza por uma qualquer condição social. Pobres e ricos, brancos e pretos, todos podem ser solidários ou recetores de um ato solidário. O NT dedicou algumas linhas à ação daqueles que dão sem esperar nada em troca, mas que acabam por viver experiências enriquecedoras. Nesta edição, assinala-se o Dia Internacional da Solidariedade (31 de agosto) com reportagens sobre o ato solidário de dar sangue e a caridade.

{fcomment}