ASAS festejou em família

 As danças, a poesia e o teatro invadiram o Centro Comunitário da Trofa da ASAS para comemorar a “Festa da Família”. Na passada sexta-feira o tema esteve em destaque e a “família” da ASAS mostrou os seus dotes no palco.

 “A família é a essência da sociedade”, disse Maria Costa, vice-presidente da ASAS – Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso, na sua visita à Trofa para participar na “Festa da Família” do Centro Comunitário da Trofa.

Para além da vice-presidente da associação, toda a “família” da ASAS marcou presença nesta festa e através da dança, do teatro, da poesia e dos cantares mostraram a todos o verdadeiro espírito da família e o trabalho que realizam diariamente na instituição.

José Coelho, voluntário e utente do Centro Comunitário da Trofa, com 62 anos, juntou-se à “Festa da Família”, porque “elo principal é uma família”. Por isso durante o espectáculo, no qual participou, mostrou “a importância que na ASAS se dá à família”.

Maria Costa estava satisfeita com esta participação “activa” de todos os utentes para celebrar o Dia da Família, “porque a família é a essência da sociedade, é aí que começa tudo, onde houver uma boa família, compreensão, diálogo e isso transfere-se para a sociedade”, afirmou em entrevista ao NT.

Apesar de haver famílias felizes, existem outras que estão “despedaçadas” e Maria Costa não esqueceu esses problemas familiares: “as nossas técnicas aqui na ASAS tentam estruturar essas famílias, acompanhá-las e levá-las a bom porto, é esse o trabalho da equipa desta casa”.

Satisfeito com a realização da iniciativa estava também Bernardino Vasconcelos, presidente da Câmara Municipal da Trofa, que não deixou de participar nesta “Festa da Família”. “Quero dar os parabéns à ASAS que tem feito um trabalho extraordinário com os seus técnicos para promover actividades com os jovens, mas também dar vida aos mais velhos dando-lhes a oportunidade de mostrar as suas capacidades”, afirmou.

“A ASAS com o Centro Comunitário recebe não só os mais velhos como os mais novos, há aqui gerações diferentes e até gerações familiares e é um espaço que fomenta estes valores da família e hoje há aqui uma tónica forte da importância da família como pilar de uma sociedade”, acrescentou o edil trofense.

Foi com o Grupo Cantares Saberes C (OM) Sentidos, poesia, danças, a peça de teatro infantil “A Carochinha” ABC Criativo e o Grupo de Teatro Saberes C (OM) Sentidos que a ASAS – Centro Comunitário da Trofa animou mais uma noite em família.