Mais de 2500 dádivas para responder às emergências alimentares

Para responder ao número crescente de solicitações, a Cruz Vermelha realizou um peditório alimentar, que resultou em mais de 2500 dádivas.

Vinte e um voluntários da delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa abraçaram a causa e recolheram mais de 2500 artigos, entre alimentos e outros bens de primeira necessidade, no peditório que se realizou na loja Continente, durante os dias 9 e 10 de novembro.

Os bens mais angariados foram massa, arroz, bolachas e enlatados, mas nas dádivas também figuraram leite, açúcar, cereais, óleo, azeite, sal e produtos de higiene e para bebés.

Este peditório foi realizado com o intuito de a Cruz Vermelha “continuar a ajudar as pessoas que, diariamente, a procuram”, uma vez que, só no mês de outubro, a instituição “teve que responder a 46 pedidos de emergência alimentar”, salientou fonte ligada à delegação.

Para além de agradecer “a todos quão generosamente apoiaram esta causa”, a direção da Cruz Vermelha na Trofa destacou “a participação incansável de todos os voluntários e colaboradores”: Adriana Jesus, Tatiana Pereira. Margarida Barbosa, Ivone Marranita, Carla Lima, Iolanda Almeida, Joana Conde, Salete Maia, Ana Patrícia Soares, Hélder Silva, Carina Ferreira, Hugo Jesus, João Pereira, Bruno Gouveia, Diogo Pontes, Vítor Rafael Ferreira, Vanessa Soares, Albertina Macedo, Fernanda Maia, Luísa Abreu e Pedro Miguel Fernandes.