quant
Fique ligado

Trofa

Covid-19: Vacinação de crianças com 27 mil pedidos de agendamento

A opção de vacinar as crianças de 10 e 11 anos está disponível desde o final do dia de segunda-feira, no Portal de Agendamento Online, que permite pedir o agendamento da vacinação para o local e a data mais convenientes.

Publicado

em

 A vacinação contra a covid-19 de crianças com 10 e 11 anos, que vai decorrer nos dias 18 e 19 de dezembro, reunia, até às 13:30 de hoje, 27 mil pedidos de agendamento, segundo informação oficial.

A opção de vacinar as crianças de 10 e 11 anos está disponível desde o final do dia de segunda-feira, no Portal de Agendamento Online, que permite pedir o agendamento da vacinação para o local e a data mais convenientes.

De acordo com o comunicado conjunto de Governo, Serviço Nacional de Saúde, Serviços Partilhados do Ministério da Saúde e Direção-Geral da Saúde divulgado hoje, o Portal de Agendamento Online passou também a possibilitar “o pedido de agendamento para a dose de reforço contra a covid-19 dos cidadãos com 50 ou mais anos que foram vacinados com uma dose da vacina Janssen”.

O portal mantém ainda a possibilidade de agendar a dose de reforço contra a covid-19 para os cidadãos com 65 ou mais anos e a modalidade “Casa Aberta” continua disponível para a vacinação contra a covid-19 ou contra a gripe de utentes com idade igual ou superior a 70 anos.

De acordo com o calendário apresentado pelo Governo para a vacinação de crianças, de 06 a 09 de janeiro serão vacinadas as que têm entre 9 e 7 anos, ficando reservados os dias 15 e 16 para vacinar o grupo dos 6 e 7 anos, enquanto a 22 e 23 serão vacinadas as de 5 anos.

Entre 05 de fevereiro e 13 de março serão administradas as segundas doses, altura em que ficará o esquema vacinal completo para esta faixa etária, que o Governo calcula em mais de 600 mil crianças.

As crianças com comorbilidades têm prioridade, independentemente da idade, desde que tenham prescrição médica, bastando dirigir-se aos centros para receberem a vacina contra o SARS-CoV-2.

Publicidade

A decisão de vacinar a faixa etária dos cinco aos doze anos continua a dividir as opiniões médicas e científicas, incluindo em Portugal.

A generalidade dos países tem optado por não vacinar as crianças antes dos doze anos, mas, à medida que o número de infeções aumenta e sobretudo depois de ter sido detetada a variante Ómicron, tem crescido o número dos Estados que estão a alargar os planos de vacinação a esta faixa etária.

Em Portugal, a decisão de vacinar foi comunicada pela Direção-Geral da Saúde no dia 7, depois de ouvida a Comissão Técnica de Vacinação e ponderadas as questões de natureza logística com o núcleo de coordenação de apoio ao Ministério da Saúde, nomeadamente a disponibilidade de vacinas da Pfizer, na versão pediátrica.

Na segunda-feira, chegaram a Portugal cerca de 300 mil doses de vacinas pediátricas contra a doença covid-19.

A covid-19 provocou pelo menos 5.311.914 mortes em todo o mundo, entre mais de 269 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, morreram, desde março de 2020, 18.687 pessoas e foram contabilizados 1.200.193 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Publicidade

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como “preocupante” pela Organização Mundial da Saúde, foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 57 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

Continuar a ler...
Publicidade

Desporto

Trofense sem direção aguarda por setembro para criar comissão administrativa

Publicado

em

Por

Apenas 40 sócios marcaram presença na assembleia geral extraordinária do Clube Desportivo Trofense, na noite desta sexta feira, que tinha como ponto a eleição de uma comissão administrativa, depois de Franco Couto ter apresentado a demissão, por motivos pessoais.

A assembleia foi conduzida por José Duarte Gomes, presidente da Assembleia Geral do Clube, apoiado por 2 sócios, uma vez que os secretários da assembleia não compareceram na mesma.

A comissão vai ter como primeira batalha tratar do pagamento dos 4 meses em atraso do RERE (Regime extrajudicial de recuperação de empresas), que foi aprovado em tribunal e que o clube não estará a pagar, segundo informação vinculada na assembleia.

A assembleia terminou sem que alguém demonstra-se interesse em liderar uma comissão administrativa, havendo 5 sócios disponíveis para integrar uma, mas sem a liderar.

Ficou marcada para 2 de setembro nova assembleia com o objetivo de encontrar uma comissão.

Continuar a ler...

Trofa

Junta do Coronado cancela Coronado Convida por “desentendimento” com a paroquia de S.Mamede

Publicado

em

Por

A Junta de Freguesia do Coronado cancelou a edição de 2022 do Coronado Convida.
O evento estava previsto para decorrer entre 29 de agosto e 4 de setembro foi cancelado porque a paróquia pretendia montar “uma tasquinha” no adro da Capela do Divino Espírito Santo, mesmo depois de “terem tomado conhecimento de que já não havia lugar para mais espaços de restauração”, anunciou a junta em comunicado.

No referido documento, a junta de freguesia afirma que “tentou sensibilizar os intervenientes de que isso colocaria em causa toda a dinâmica e todos os participantes do evento” e que “perante a insistência e a determinação dos elementos ligados à Paróquia a Junta de Freguesia viu-se forçada a cancelar o evento para salvaguardar o princípio de organização do mesmo e para não entrar em choque” com uma das entidades da comunidade, nem com todos os participantes do certame. (Leia o comunicado na integra clicando aqui)


Já a paroquia, também em comunicado afirma que o regulamento do evento “definia que os lugares de restauração seriam atribuídos mediante apresentação de candidatura em carta fechada, sob licitação mínima de 800 euros, a serem conferidos aos três que apresentassem a melhor proposta, até ao dia 5 do presente mês, contudo, e segundo o mesmo comunicado, “a informação que foi disponibilizada à Paróquia, oito dias antes da data prevista de entrega das cartas, foi de que os lugares já se encontravam preenchidos.”
Segundo o comunicado, publicado nas redes sociais, a paroquia afirma que “manifestou o seu descontentamento com esta falta de consideração pelas regras instituídas” e que dois elementos do conselho económico estiveram reunidos com o presidente da Junta de Freguesia, José Ferreira, saindo dessa reunião com “bom entendimento entre as partes, decorrendo num favorável espírito de abertura e cordialidade”, mostrando surpresa pelo motivos alegados para o cancelamento do evento. (Leia o comunicado da paroquia clicado aqui)


O certame tinha realização prevista, tal como nas anteriores edições, na zona envolvente à Capela do Divino Espirito Santo, em S.Mamede do Coronado.
O Coronado Convida realizou-se já por 11 edições, esteve suspenso em 2010 e 2011 devido à pandemia, e é uma mostra associativa e cultural da freguesia.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);