A Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA) e a Câmara da Trofa estão a preparar a animação de Natal para incentivar os trofenses a comprar no comércio local.

A AEBA “continua persistente na vontade de melhorar a vida dos comerciantes da Trofa”, frisou António Pontes, presente da direcção da associação. Por isso, foi apresentada uma nova candidatura ao MODCOM – Sistema de Incentivos à Modernização do Comércio, que foi recentemente aprovada.

“Para o desenvolvimento deste novo projecto, que arranca agora, contamos novamente com a parceria da Câmara Municipal da Trofa na realização de um conjunto de actividades e animações, que têm como principal objectivo levar as pessoas para a rua e fazer com que percepcionem o comércio local de outra forma”, frisou.

Com o objectivo de mobilizar “todos os trofenses para que na hora de fazer as suas compras, nomeadamente agora no Natal, optem pelas lojas do comércio local”, a AEBA está a desenvolver um conjunto de acções que vão animar as ruas da Trofa nos dias 8,11, 18 e 19 de Dezembro.

Animadores circenses, modeladores de balões, figurantes de Pai Natal e de Duendes, atelier de pinturas faciais e enfeites de Natal vão animar as ruas do centro urbano da Trofa e contribuir para dinamizar o comércio e cativar os mais pequenos.

No dia 19 de Dezembro os dotes culinários da população são postos à prova num Concurso de Rabanadas, que terá lugar no bar junto à Capela de Nossa Senhora das Dores. No mesmo dia realiza-se ainda uma Caminhada Solidária, onde a população é convidada a ser generosa nesta quadra natalícia. O ponto de partida será dado no átrio da Capela de Nossa Senhora das Dores, seguindo pelas principais ruas de comércio da cidade. Ao efectuar a inscrição, cada participante deverá contribuir com algum bem para esta campanha de solidariedade, seja género alimentar, peça de vestuário, brinquedos, entre outros.

Os bens recolhidos serão entregues nas Comissões Sociais de Freguesia, que procederão à distribuição pelas associações de cariz social do concelho. A caminhada termina no bar junto à Capela de Nossa Senhora das Dores, com os participantes a saborearem as rabanadas presentes no Concurso da Rabanada.

Mas para que todas estas iniciativas decorram da melhor forma “a coesão entre os comerciantes é simplesmente crucial”. “Se houver união, todos ficam a ganhar. Se algo falhar, todos saem a perder. Por exemplo, se um cliente for mal atendido numa loja, todo o comércio é penalizado”, frisou Manuel Pontes.

“Este projecto, que agora se inicia, é bastante ambicioso, envolvendo a participação de várias centenas de estabelecimentos das mais variadas áreas de actividade, que se estendem por uma área de cerca de 10 quilómetros quadrados”, acrescentou.

Sem desvendar as surpresas que estão programadas, Manuel Pontes garantiu apenas que serão comemorados alguns dias festivos, tais como o Dia dos Namorados, o Dia do Pai, a Páscoa, o Dia da Mãe, o Dia da Criança e o Regresso às Aulas, entre muitos outros, onde está também prevista a realização de uma Feira de Stocks e de uma Feira de Oportunidades e de diversos concursos de animação.