O Clube Trofense de Automóveis Antigos promoveu um passeio a Ponte de Lima.

Ponte de Lima foi o destino escolhido pelo Clube Trofense de Automóveis Antigos para mais um passeio da coletividade. No domingo, depois do “porto de honra”, a caravana, com cerca de 30 automóveis e motociclos, partiu do Parque Nossa Senhora das Dores e desfilou por Vila Nova de Famalicão até parar no centro de Barcelos para “arrefecer os cavalos”.

As relíquias de duas e quatro rodas chegaram ao destino cerca das 13 horas, chamando à atenção de todos os que passeavam pela cidade de Lima.

Segundo o presidente da direção, Jorge Curval, “chegados ao restaurante, os bólides descansaram em estilo de exposição e os tripulantes, que heroicamente conduziram sob temperaturas a rondar os 30 graus centígrados, puseram os pés sob a mesa e degustaram um merecido arroz de sarrabulho bem regado com vinho verde da região”.

Depois de reconfortar o estômago, a caravana seguiu até à 3ª Feira de Caça, Pesca e Lazer de Ponte de Lima, junto ao rio, onde o Clube Limiano de Automóveis Clássicos fez uma “bonita” receção ao clube da Trofa, com concertinas e cantares.

“Foi mais um dia bem passado, no qual mais uma vez se juntou o lazer, a cultura, a família, a amizade, o convívio e muito mais de coisa boas, tudo sob a égide dos veículos clássicos, que apesar da crise económica e do alheamento de quase toda a administração pública, ainda consegue unir e reunir mulheres e homens, que teimam em manter esta história viva, proporcionando entusiasticamente esta nobre forma de cultura em Portugal”, referiu o presidente do CTAA.

O clube trofense tem agendado um evento para apoiar uma instituição de carácter humanitário do concelho, ainda este verão.

 {fcomment}