Não incomodem, estamos de férias.

Que impere o silêncio no país à beira-mar estirado ao tórrido sol de verão.

 Que importa a Ota, o novo aeroporto de Lisboa e os milhões que aí se vão gastar?

Quem se importa com a margem Sul do Tejo, o deserto do Ministro das Obras Publicas?

Que importa o caso do Professor Charrua e de outros funcionários públicos que por delito de opinião sofrem processos disciplinares?

Quem se importa com o caso da Universidade Independente, com a Licenciatura em Engenharia do Primeiro-ministro e com o rigor e a credibilidade das Universidades em Portugal?

Porque haveríamos de matar a cabeça por causa do sucessivo encerramento de empresas no nosso país?

Quem se aborrece com o aumento da taxa de desemprego, a perda do poder de compra, e o endividamento das famílias?

Que sei eu de saúde para me preocupar com o encerramento das urgências, das maternidades e dos serviços públicos de saúde de Norte a Sul do país?

Porque me haveria de chatear com o facto de as mães de Elvas irem a Espanha, à maternidade de Badajoz, para terem os filhos?

Porque ma haveria de irritar com o facto do ilustre Nobel da Literatura, José Saramago ter defendido na imprensa espanhola a integração de Portugal em Espanha para constituírem uma única nação ibérica?

Porque me haveria de aborrecer com a nova vaga de emigração de portugueses para a Europa em busca de trabalho e melhores condições de vida?

Sei lá se Portugal tem índices de pobreza muito superiores à média da União Europeia?

Para quê preocuparmo-nos com as múltiplas subidas das taxas de juros do Banco Central Europeu?

Porque me haveria de maçar com a subida galopante dos preços dos combustíveis?

E quando alguém diz: "psst, ei, olha, e se…."

Logo é interrompido por um coro a sussurrar: "chiiiuuuu, não incomodes". E se este aviso não for suficiente, medidas de represália mais severas serão bem mais eficazes para silenciar quem ousa desafiar o silêncio estabelecido.

O País esta adormecido e embalado pelo sol de verão, mas a consciência dos portugueses há muito que vem sendo forçosamente adormecida e silenciada.

Boas férias.

Chiiiuuuu!!