O bom tempo que se fazia sentir na manhã de domingo convidava a comunidade a participar na caminhada turística, que a ARJM – Associação Recreativa Juventude do Muro dinamizou.

Mas antes, “cerca de 200 pessoas” participaram na aula de aquecimento, preparando-se para a caminhada de aproximadamente sete quilómetros, que percorreu Muro e Alvarelhos.

Pôr a comunidade a “mexer-se”, numa atividade de convívio saudável, e comemorar o 36.º aniversário da ARJM eram os principais objetivos da caminhada turística, que fez uma pausa no Castro de Alvarelhos.

Para José Pedro Lima, presidente da ARJM, a atividade foi “mesmo excelente”, em que “o tempo ajudou”, tendo estado “um bocado receoso, porque ainda ontem (sábado) choveu”. “Esteve mesmo excelente e bom para a prática da caminhada. Tivemos cerca de 200 pessoas, ainda temos que fazer a contabilidade, mas foi bom”, referiu, denotando que “o número de participações era o expectável”, uma vez que tinham “262 inscrições mas falta sempre alguém”.

O presidente da ARJM avançou que a caminhada turística “é uma atividade anual e que, para já, faz sentido assim”.

Para a comemoração do 36.º aniversário, a associação tinha “programada outra atividade que ainda não foi possível realizar”, como é o caso do “churrasco na sede”, que “ainda poderá ser possível”. “Os recursos humanos são escassos, que é o grande problema”, acrescentou.

De 5 a 13 de julho, a ARJM vai marcar presença na ExpoTrofa com um stand e, na Festa da Juventude, vai estar representada pelas “classes de karaté e aeróbica”.