O Centro de Novas Oportunidades (CNO) do Núcleo do Cenfim da Trofa concretizou, no dia 20 de Dezembro de 2008, a primeira Certificação RVCC de nível básico (9ºano). O empenho de um grupo de seis adultos, que se encontrava em processo de reconhecimento, validação e certificação de competências, foi recompensado e um dos participantes já se encontra em prosseguimento de estudos para a obtenção do nível secundário.

Os participantes, profissionais de várias áreas, que pela sua motivação e persistência chegaram ao final desta incursão, superaram as expectativas da equipa técnica e brilharam na Sessão de Júri de Certificação, composta pelos Técnicos do CNO, respectivo Coordenador e pelo Avaliador Externo, que interpelou os candidatos relativamente às competências validadas a partir das experiências de vida e também relativamente aos projectos de qualificação. Segundo a equipa do CNO do Cenfim da Trofa, “tratou-se de um momento marcante, quer para os participantes, quer para as empresas que representam, bem como para a equipa técnica, que se dedicou afincadamente a este grupo”.

O processo de certificação foi viabilizado pelas empresas, nas quais os adultos desempenham a sua actividade profissional. Estas empresas são organizações abertas à mudança e disponíveis para acolher novos desafios.

Na perspectiva dos profissionais de Reconhecimento de Competências e os Técnicos de Validação, integrados no projecto das Novas Oportunidades no CNO do Cenfim da Trofa, há pouco mais de seis meses, este momento representou “o culminar de uma caminhada conjunta, de consolidação metodológica, na qual os participantes e a equipa técnica estabeleceram uma relação dialéctica de aprendizagem e crescimento mútuo”.

A equipa do CNO do Cenfim Trofa sublinha que os seus profissionais seguem “os valores da qualidade, rigor e eficiência processual”, considerando que “uma boa actuação a nível local terá repercussões a nível nacional”.

A mesma equipa deixa ainda um incentivo à população, divulgando que as portas estão abertas “para quem pretender desenvolver um projecto de valorização pessoal e profissional”.