A Vigararia da Trofa/Vila do Conde anunciou, em comunicado, que este ano as celebrações do Dia de Todos os Santos e Fiéis Defuntos não se realizarão nos cemitérios.

A decisão foi tomada “tendo em consideração as circunstâncias da pandemia”.
Já a abertura dos cemitérios, que “estão sob a jurisdição das autarquias locais” caberá às juntas de freguesia definir a sua abertura ou o seu encerramento nesse dia, ou as condições de acesso aos mesmos.
Está decisão da vigararia teve “em conta as recomendações emanadas pela Conferência Episcopal Portuguesa em 08 de maio de 2020 que aconselham a suspensão de procissões, romarias e concentrações religiosas “passíveis de forte propagação da epidemia”.

As eucaristias, no entanto, serão celebradas “dentro das Igrejas, no respeito de todas as normas da DGS para o efeito”.

Aconselha-se os fiéis ao respeito das indicações emanadas pelas autoridades competentes quanto à aglomeração de pessoas e capacidade dos espaços. Todos sabemos que este tem sido um ano particularmente difícil no que se refere ao luto por aqueles que já partiram de entre nós, de modo especial aqueles que faleceram durante e devido à pandemia. Invocamos a misericórdia de Deus sobre todos eles e pedimos a virtude da esperança para superar as feridas humanas e sociais provocadas por este tempo”, pode ler-se no comunicado da Vigararia, assinado pelo vigário, o padre Luciano Lagoa.

(Alterado em 10 de outubro de 2020 com correção do título)