computador

Centros de informação turística mais modernos, assentes nas Tecnologias de Informação e Comunicação vão substituir os actuais “postos de turismo” no Norte do país. Este é o propósito do projecto, cujo estudo prévio foi apresentado e debatido, quinta-feira, pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e a Estrutura de Missão do Douro, numa reunião do Comité da Agenda Regional do Turismo.

Visando dar resposta a uma lacuna existente na região do Norte de Portugal, este projecto prevê a instalação de estruturas mais qualificadas, dotadas de uma imagem coerente, de serviços avançados no apoio à gestão da procura e da oferta turística.

Constituir um todo integrado e eficiente que permita dar cobertura directa a, pelo menos, 80 por cento da oferta turística nos quatro destinos do Norte do país (Douro, Minho, Porto e Trás-os-Montes) é o objectivo da rede de Centros de Informação Turística (CIT), sendo que no caso do Douro essa cobertura poderá atingir os 88 por cento.