A vitória ante o AVC no passado domingo coloca o Clube Académico da Trofa no play-off do título.

As campeãs venceram a formação famalicense por 3-1, mas apesar de tudo atravessaram algumas dificuldades para conseguirem somar mais um triunfo.
O primeiro set ditou a vitória das trofenses por 25-21. Os sucessivos empates não permitiam adivinhar quem venceria, mas o CAT superiorizou-se na ponta final do parcial e acabou por vencer. O segundo set também foi renhido, mas ao contrário do primeiro foram as famalicenses que levaram a melhor (22-25). A vitória dos restantes parciais foi alcançada pelas campeãs nacionais, que estão cada vez mais perto da revalidação do título.
Manuel Barbosa assumiu que encontrou “bastantes dificuldades ao defrontar esta equipa, mas acabamos por vencer justamente e o mais importante agora é começar a pensar já no próximo jogo, que é em casa e a vitória é essencial para alcançarmos o primeiro lugar”.
Já o treinador do AVC, em declarações ao NT afirmou que “este jogo enche-me de grande orgulho, fundamentalmente porque um projecto que aposta na qualidade de formação. Nós antes de sermos um clube de voleibol, afirmamo-nos como uma escola de voleibol e o que vimos hoje foi o resultado deste trabalho”.
O Boavista também “cumpriu” a sua tarefa e bateu o Gueifães por 3-1. As coisas até pareceram complicadas, mas ao primeiro aviso as boavisteiras não consentiram muitas perdas de pontos e venceram o jogo (25-19, 20-25, 25-16 e 25-13).
O jogo do Sports Madeira com o Ribeirense foi adiado devido ao mau tempo que se fez sentir nos Açores e que impossibilitou a viagem das atletas até ao Funchal.
Na classificação da A1 feminina, continua tudo na mesma, no que diz respeito aos primeiros lugares da tabela. O Clube Académico da Trofa lidera com trintas e dois pontos, mais dois que a formação boavisteira e mais três que o Sports Madeira, que tem um jogo a menos.
O próximo jogo das trofenses é com o actual terceiro classificado, em casa, assim como a última ronda do campeonato com o Gueifães. Para Manuel Barbosa “se tudo correr bem, ou seja, se o CAT ficar em primeiro, o nosso adversário no play-off só será conhecido no jogo entre o Sports Madeira e o Boavista”. Entre as duas equipas Manuel Barbosa não tece nenhuma preferência: “Já perdemos com o Sports Madeira esta época e com o Boavista ainda não, mas esta é uma equipa muito forte e bem orientada, pelo que nenhum destes adversários será fácil”.