Select Page

Carvalheira Sac com pombo vencedor da prova de Monforte

Carvalheira Sac com pombo vencedor da prova de Monforte

Em Monforte, a 270 quilómetros da Trofa, cumpriu-se a quinta prova de velocidade do campeonato da Sociedade Columbófila Trofense. A solta fez-se às 9.30 horas de domingo, 15 de maio, e o primeiro pombo a ser constatado fez três horas, 27 minutos e 44 segundos de voo, a uma velocidade média de 78,2 quilómetros por hora (1303 metros por minuto). O pombo vencedor pertence a Carvalheira Sac., enquanto os outros dois mais rápidos pertencem a Domingos Pereira Silva e Asas de Rindo, respetivamente.
Além de marcar o primeiro pombo, Carvalheira conseguiu ainda o 7.º e 11.º, conseguindo a vitória da prova por concorrentes. Já Duarte & Companhia foi 2.º classificado, ao marcar o 5.º, 6.º e 17.º pombos, enquanto VTS Padrão fechou o pódio, com o 8.º, 10.º e 13.º pombos.
Esta prova não veio alterar as primeiras posições na classificação das provas de velocidade. Domingos Pereira Silva continua a ser 1.º classificado, agora com 1206 pontos, à frente de Asas de Rindo (1152 pontos) e de Team Trofa (1129).
Também a classificação geral do campeonato columbófilo mantém-se intacta no top 3: Domingos Pereira Silva é líder, com 3036, enquanto Araújo & Filhos (2982) e Team Trofa (2832) ocupam os lugares abaixo, respetivamente.
No campeonato Trifitrofa/Megafibros, a competição secundária também pontuou da prova de Monforte. Asas de Rindo fez o pleno, ao marcar os três primeiros pombos mais rápidos, vencendo a prova por concorrentes. Araújo & Filhos e Abílio Teixeira Sousa seguiram-se na classificação.
Na geral, Araújo & Filhos continua a comandar, com 1443 pontos, seguido por Asas de Rindo, com 1439, e por Team Trofa, com 1361.
A próxima prova é de fundo e realiza-se a partir de Valência, Espanha, a 730 quilómetros da Trofa. Esta prova será feita a nível nacional, com pombos a serem soltos para os quatro cantos de Portugal Continental.
Na prova anterior, noticiada na edição de 13 de maio, o patrocínio foi de Assis Serra Neves, da Hidroval, e não de Acílio Sousa Castro, como, por lapso, nos foi transmitido.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização